Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 24 de junho de 2016. Atualizado às 00h23.

Jornal do Comércio

Automotor

COMENTAR | CORRIGIR

Internacional

Notícia da edição impressa de 24/06/2016. Alterada em 23/06 às 20h42min

Peugeot quer protagonizar no segmento de SUVs médios com o 3008

Nova geração ficou mais leve e possui maior capacidade de bagagem

Nova geração ficou mais leve e possui maior capacidade de bagagem


PEUGEOT/DIVULGAÇÃO/JC
Na Europa, por exemplo, as vendas dessa categoria aumentaram 150% desde 2009 e, atualmente, de cada 10 veículos comercializados por lá, um é utilitário-esportivo médio. Com o novo 3008, a Peugeot pretende se estabelecer no segmento com uma proposta diferenciada, calcada, em especial, na arquitetura "i-Cockpit", na qual o quadro de instrumentos fica acima de um delgado volante - conceito que estreou no compacto 208.
Outros elementos merecem destaque no interior do veículo. O layout é futurista, e muito cuidado foi dado à escolha dos materiais de acabamento. Couro, insertos cromados e partes em preto brilhante conferem ao habitáculo uma elevada percepção de qualidade.
No centro do painel, há uma tela sensível ao toque de oito polegadas que lembra um tablete. Com tecnologia capacitiva (mais complexa e precisa), o visor funciona de forma intuitiva, contemplando as funções som, climatização, navegação, parâmetros do veículo, telefone e aplicativos móveis.
Para conforto e bem-estar de motorista e passageiros, o novo Peugeot 3008 traz alguns "mimos" especiais. Um difusor de fragrâncias deixa o ambiente perfumado, enquanto os bancos são capazes de massagear o corpo dos ocupantes.
O painel de instrumentos elevado, que contém um bloco de mostradores digitais de alta resolução de 12,3 polegadas, é totalmente ajustável e personalizável. Oferece cinco modos de visualização diferentes - acessíveis através de um comando no volante.
O estilo externo do novo 3008 se caracteriza pela elegância e ousadia. A silhueta é composta por uma dianteira imponente, capô longo, linha de cintura alta, caixas de rodas volumosas, vincos pronunciados, grandes rodas de liga-leve e altura livre do solo ampliada. Os conjuntos óticos dianteiro e traseiro, de formas arrojadas, contribuem para um visual impactante e atraente.
No quesito dirigibilidade, o novo 3008 se beneficia dos predicados da nova plataforma EMP2 da Peugeot. O resultado é um SUV que sintetiza conforto e dinamismo em seu comportamento.
Como é de praxe na Europa, a Peugeot disponibilizará uma diversificada gama de motores para o novo 3008, todos com modernas tecnologias construtivas, voltadas a assegurar alto desempenho, economia de combustível e redução nas emissões.
Entre os propulsores a gasolina estão o 1.2 Puretech e o 1.6 THP (turbo). Nas versões a diesel, unidades de 1.6 e 2.0 litros. A transmissão pode ser manual ou automática de seis marchas.
A eletrônica embarcada em prol da segurança ativa é generosa na nova geração SUV médio francês. O Advanced Grip Control (Controle Avançado de Aderência) reúne cinco modos de atuação - Normal, Neve, Lama, Areia e ESP OFF -, para adaptar o veículo a diferentes situações de piso e uso.
Há ainda uma evolução da assistência para descidas que promove controle perfeito do novo 3008 em declives acentuados, operando a baixíssima velocidade de 3 km/h.
A prevenção de acidentes fica à cargo de recursos como a frenagem automática de emergência; os alertas de risco de colisão, de ultrapassagem involuntária da faixa de rolamento e de atenção do condutor; comutação automática de farol alto/baixo; reconhecimento das placas de velocidade; regulador de velocidade adaptativo; e vigilância de ângulo morto.
Para a comodidade na condução urbana, sobretudo em manobras, contribuem as câmeras para visão 360 graus e o estacionamento automatizado.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia