Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 05 de maio de 2016. Atualizado às 16h24.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

patrimônio

05/05/2016 - 15h22min. Alterada em 05/05 às 16h24min

Legislativo gaúcho lança Frente Parlamentar e Social por um Cais Mauá de Todos

Frente Parlamentar e Social por um Cais Mauá de Todos foi lançada nesta quinta

Frente Parlamentar e Social por um Cais Mauá de Todos foi lançada nesta quinta


Marcelo Bertani/ALRS/Divulgação/JC
Foi instaurada nesta quinta-feira (5) a Frente Parlamentar e Social por um Cais Mauá de Todos na Assembleia Legislativa gaúcha. Com coordenação do deputado estadual Tarcísio Zimmermann (PT), o grupo busca ampliar o debate com a sociedade sobre as intervenções previstas na orla do Guaíba, em Porto Alegre. Conforme Tarcísio, a criação da Frente foi um esforço demandado após a grande audiência pública realizada no Teatro Dante Barone, no dia 16 de março. “Agora estamos dando continuidade ao trabalho por um cais mais democrático, aberto, e que não seja entregue a especulações”, destacou.
A discussão sobre o projeto de revitalização do Cais Mauá tem mobilizado uma série de entidades ambientalistas e urbanísticas, entre outros movimentos, em função da previsão da construção de grandes estruturas privadas, como estacionamentos e shopping center no cais do porto.
Para o deputado Adão Villaverde (PT), integrante da Frente, o principal objetivo é preservar a orla do Guaíba da especulação imobiliária. "Uma cidade precisa servir à população e não o inverso, oferecendo espaços públicos de amplo acesso e qualidade para as cidadãs e os cidadãos, e oportunidades para discutir projetos que impactarão a questão urbana", defende.
O parlamentar defende a revogação imediata do contrato atual por um conjunto de descumprimentos previamente assumidos e a abertura de uma ampla discussão com a população, com as entidades, com os movimentos e com todos os setores envolvidos direta e indiretamente. "A revitalização do Cais Mauá necessita ser debatida em todos os seus aspectos e abrangência com a sociedade e esta Frente deve ser um instrumento de diálogo e de incidência neste projeto. Só a partir daí, com base neste acúmulo de debate e discussão, é que deverá ser encaminhada a nova licitação", afirmou.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia