Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 30 de maio de 2016. Atualizado às 22h53.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Saúde

Notícia da edição impressa de 31/05/2016. Alterada em 30/05 às 22h53min

Em dois meses, Estado tem 74 mortes por H1N1

As duas primeiras mortes ocasionadas pelo vírus H1N1 no Rio Grande do Sul foram registradas entre os dias 1 e 2 de abril. Ontem, a Secretaria Estadual da Saúde (SES) divulgou o novo balanço da doença. Dois meses depois da notificação dos primeiros casos, a doença já vitimou mais 72 pessoas, totalizando 74 óbitos por influenza. Dentre as vítimas, 52 se encaixavam em algum dos fatores de risco.
Em Porto Alegre, foram registradas 12 mortes, de um total de 108 casos de H1N1. Dos 74 óbitos, 23 eram pessoas com 60 anos ou mais e seis crianças com menos de cinco anos. As pneumopatias crônicas afetavam 16 dos mortos, bem como as doenças cardiovasculares crônicas, que estavam presentes em 16 vítimas.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia