Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 10 de maio de 2016. Atualizado às 11h15.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Protestos

10/05/2016 - 08h04min. Alterada em 10/05 às 11h15min

Protestos contra impeachment bloqueiam rodovias na Região Metropolitana de Porto Alegre

Nas rodovias, pneus foram incendiados e manifestantes tomaram as pistas

Nas rodovias, pneus foram incendiados e manifestantes tomaram as pistas


PRF/Divulgação/JC
Esta terça-feira (10) é marcada por protestos contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff que geraram bloqueios de rodovias federais em diversas regiões do Rio Grande do Sul. Em outros pontos do País, também ocorrem ações nas estradas.  
Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os bloqueios seguem, por volta das 10h, nas BRs 285 (km 588, em Santo Antônio das Missões), 386 (km 178, em Carazinho, e km 432, em Nova Santa Rita), 392 (km 8,9, em Rio Grande, e km 60, no canal de São Gonçalo, em Pelotas), 153 (km 4, em Marcelino Ramos) e 158 (km 321, em Santa Maria).
A PRF registrou grandes congestionamentos no começo da manhã nas BRs 116 (Sapucaia do Sul) e 290 (Eldorado do Sul). Por volta das 9h, o trânsito foi liberado no acesso à Eldorado do Sul, na BR-290, pela tropa de choque da Brigada Militar, e ao mesmo tempo, na BR-116.  
As ações dos manifestantes começaram por volta das 6h, segundo a PRF. Nas rodovias, pneus foram incendiados, enquanto ainda era noite nas regiões com os protestos com dezenas de pessoas invadindo a pista. Por volta das 8h, os congestionamentos alcançaram extensão de 10 quilômetros nas rodovias da Região Metropolitana. Também houve bloqueios na RS-040, que liga a Capital a Viamão.
No km 146, na BR-116 em Caxias do Sul, também teve obstrução, mas o trecho foi liberado por volta das 8h. Segundo a Rádio Gaúcha, os manifestantes portam bandeiras do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MDST), Central Única dos Trabalhadores (CUT) e faixas com as frases Não vai ter golpe.
Para fugir de congestionamentos, muitos moradores de Porto Alegre buscam o serviço do catamarã, que liga a Capital a Guaíba, pelo lado Guaíba, com formação de filas no Cais Mauá, no Centro Histórico. 
Os protestos pelo País ocorrem em pelo menos nove estados, mais o Distrito Federal. Ontem, a CUT divulgou nota em que anunciava um dia nacional de mobilizações e paralisações para hoje. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Paulo Tavares 10/05/2016 09h19min
Esta é uma das muitas diferenças entre as manifestações pacíficas feitas pelos que são a favor do impeachment e os que são contra: quem é favor não defende ideologias, trabalha, não depreda e não impede o direito dos demais de de ir e vir; já essa turma de vagabundos e baderneiros não há o que se comentar, sendo que as ações falam por si só. Deplorável!