Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 26 de maio de 2016. Atualizado às 19h07.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

futebol

26/05/2016 - 19h07min. Alterada em 26/05 às 19h07min

Flamengo confirma que Muricy Ramalho está fora do clube

Agência Globo
O Flamengo confirmou na tarde desta quinta-feira o que já tinha sido noticiado pela manhã: o técnico Muricy Ramalho decidiu deixar o clube para tratar da saúde. O treinador precisou ser internado em 17 de maio, devido a uma arritmia cardíaca. Desde então não dirigia o time, e ficou fora dos jogos contra Fortaleza, pela Copa do Brasil, Sport, Grêmio e Chapecoense, todos pelo Campeonato Brasileiro.
No próximo fim de semana, contra a Ponte Preta, em Campinas, o time será comandado pelo técnico dos juniores, Zé Ricardo. O anúncio foi feito pelo vice-presidente de futebol, Flávio Godinho. O auxiliar Jayme de Almeida, que vinha dirigindo a equipe na ausência de Muricy, vai voltar às sua função anterior na comissão técnica.
"A gente pactuou uma saída amigável", disse Godinho. "Para ele (Muricy) deve estar sendo muito sofrido, porque ele é sujeito de muita energia, mas para quem já teve um pai falecido em campo de futebol é uma carga pesada. Ele optou por nos liberar para seguir adiante e cuidar da saúde", acrescentou o dirigente.
Não há prazo para o clube anunciar o novo treinador, informou Godinho, que estava ao lado do presidente Eduardo Bandeira de Mello.
"Evidentemente, Abel Braga é um nome muito prestigiado, mas pode ser que a gente busque outro", informou o vice de futebol, ao responder sobre o técnico campeão mundial pelo Internacional, e que dirigiu o Flamengo em 2004, quando foi vice-campeão da Copa do Brasil, ao perder do Santo André. "A gente vai trabalhar em paralelo para que a busca por novo treinador não atrapalhe a performance em campo", destacou.
Segundo Godinho, o clube procura um profissional com currículo de peso, mas essa não é a principal exigência. "Tem que ser de renome, mas, mais importante do que a fama, é se encaixar no perfil do Flamengo", explicou.
Godinho falou também sobre a procura por um gerente de futebol. Segundo ele, a missão será ajudar o diretor Rodrigo Caetano, especialmente no que se refere ao contato com os jogadores e ao "vestiário". O dirigente não quis falar em nomes. Mas teve que responder uma pergunta sobre Ricardo Rocha, atualmente comentarista do Sportv e ex-zagueiro da seleção brasileira.
"Prefiro não falar em nomes. Mas é evidente que Ricardo Rocha seria uma ótima contratação. Tem que ter o perfil de ex-jogador, líder e capitão, que a gente quer para ser gerente de futebol. Pode ser alguém como Fábio Luciano (capitão do Flamengo na conquista do Brasileiro de 2009), ou Alessandro (ex-lateral do clube), mas este está empregado no Corinthians", exemplificou Godinho.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia