Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 05 de maio de 2016. Atualizado às 21h06.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Seleção Brasileira

05/05/2016 - 21h06min. Alterada em 05/05 às 21h06min

Dunga destaca importância da Copa América e das Olimpíadas

Agência Brasil
O técnico Dunga disse hoje (5) que o foco principal da preparação dos jogadores da Seleção Brasileira de futebol, convocada por ele na tarde desta quinta-feira, é a Copa do Mundo de 2018, na Rússia, mas lembrou que, antes, há dois compromissos importantes: a Copa América e os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, este ano,  que também representam pressão por vitórias.
Segundo o técnico, que convocou 23 jogadores para a Copa América, a seleção brasileira tem que ser competitiva em qualquer torneio: "Vamos entrar em todas as competições e montar uma equipe competitiva com a ideia de buscar sempre aquilo que temos em mente. Então, não dá para medir uma competição ou outra. A primeira que a gente tem é a Copa América e vamos focar na Copa América para obter o resultado que buscamos", afirmou após divulgar a lista de jogadores convocados para a Copa América Centenário, que será disputada nos Estados Unidos entre 3 e 26 de junho.
De acordo com Dunga, o jogador que integrar o grupo precisa ter a convicção de que representa o país, estar feliz por ter a oportunidade e enfrentar o desafio: " Quando se veste esta camisa, não se pode pensar em outra coisa a não ser vencer. Respeitamos os adversários, temos consciência de que tem gente muito capacitada e cada vez as outras equipes estão melhorando, mas temos que ter um compromisso com a seleção brasileira, que é vencer".
Dunga disse também que, embora a lista tenha jogadores com idade para integrar a seleção olímpica, com menos de 23 anos, isso não significa que o time está fechado. Para o treinador, é importante mesclar o grupo, com atletas de maior e menor experiência de seleção, e continuar observando o desempenho de quem não foi convocado.
Dunga negou que os novatos sejam meninos: "São profissionais, homens que jogam em seus clubes com grande destaque e com grande responsabilidade. É um trabalho longo. Lógico que estamos aproveitando para colocar mais experiência nesses jogadores, pensando no futuro".
Quanto ao meia Ganso, do São Paulo, que estava na lista preliminar para a Copa América, com 40 nomes, mas não foi convocado, Dunga revelou que ele foi incluído por meritocracia e permanece em observação para possíveis oportunidades: "Ele mereceu, jogou. Os números e comentários referendam. O jogador tem que saber que estamos observando em todos os itens".
O coordenador de seleções da CBF, Gilmar Rinaldi,  lembrou que para a seleção olímpica poderá contar com três jogadores de idade superior a 23 anos,  acrescentando que é preciso ter uma lista maior para poder negociar com os clubes, dentro do que Dunga espera ter no time.
O capitão da seleção brasileira, Neymar, não vai participar da Copa América, mas estará entre os convocados para os Jogos Olímpicos. A decisão resulta de uma negociação entre a CBF e o Barcelona, time em que atua o jogador. Para o Dunga, não é preciso destacar a importância do atacante para a seleção, mas assegurou que o grupo vai saber atuar sem ele.
"Ninguém precisa falar muito do jogador que ele é, mas temos outros jogadores que já mostraram sua competência. Já jogamos sem o Neymar e temos jogadores que podem dar resposta que queremos. A seleção tem que ser competitiva e usar o nosso talento. O jogador, quando vem para a seleção brasileira, tem que se divertir e ser feliz. É um momento único. E quando chegar em casa, contar as histórias que ele passou aqui na seleção", concluiu Dunga.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia