Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 23 de maio de 2016. Atualizado às 22h49.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado de Capitais

Notícia da edição impressa de 24/05/2016. Alterada em 23/05 às 22h49min

Dólar à vista fecha em alta de 1,41% e Ibovespa sofre queda de 0,79%

arte_bolsa_bovespa.jpg

arte_bolsa_bovespa.jpg


O dólar à vista começou a semana com uma alta de 1,41%, cotado a R$ 3,5732 ontem. O 12º dia do governo Michel Temer foi marcado por sua primeira grande crise política, com a notícia de que o ministro do Planejamento, Romero Jucá, havia sugerido a realização de um pacto para deter o avanço da Operação Lava Jato. Com os investidores em busca de posições defensivas, o dólar se manteve em alta durante todo o dia.
Na menor cotação do dia, vista às 9h39, o dólar marcou R$ 3,5486 ( 0,72%). Depois disso, renovou máximas em vários momentos da sessão. O exterior contribuía para isso, com o dólar em alta ante várias divisas de países emergentes e exportadores de commodities, em função do recuo dos preços do petróleo.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia