Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 19 de maio de 2016. Atualizado às 23h29.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado de Capitais

Notícia da edição impressa de 20/05/2016. Alterada em 19/05 às 23h30min

Bolsa recua 0,85% com temor de alta de juros nos EUA

arte_bolsa_bovespa.jpg

arte_bolsa_bovespa.jpg


A possibilidade de que os EUA promovam um aumento de juros já no mês de junho manteve os investidores em alerta nesta quinta-feira. O resultado foi uma queda de 0,85% na Bovespa (aos 50.132 pontos), a terceira consecutiva.
A sinalização feita na quarta-feira pelo Federal Reserve (Fed, o Banco Central norte-americano), de que poderá elevar os juros locais no curto prazo foi reforçada, nesta quinta-feira, pelo discurso do presidente do Fed de Nova Iorque, William Dudley, e pela queda de 16 mil no número de pedidos de auxílio-desemprego nos EUA, um novo sinal de fortalecimento da economia americana. Dudley, que vota nas reuniões de política monetária do Fed, afirmou que a instituição pode elevar os juros em meados deste ano.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia