Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 17 de maio de 2016. Atualizado às 23h54.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

CONJUNTURA INTERNACIONAL

Notícia da edição impressa de 18/05/2016. Alterada em 17/05 às 23h53min

FMI pressiona países da zona do euro a aliviar dívida grega até 2040

Merkel quer o apoio do fundo para forçar a aprovação de mudanças

Merkel quer o apoio do fundo para forçar a aprovação de mudanças


CLEMENS BILAN/AFP/JC
O Fundo Monetário Internacional (FMI) quer que a zona do euro conceda à Grécia o direito de não pagar os juros nem o principal de sua dívida até 2040, disseram autoridades ligadas às negociações. De acordo com a proposta, o fundo quer que os empréstimos da Grécia comecem a vencer gradualmente nas próximas décadas até 2080. A taxa de juros dos empréstimos da zona do euro seria fixada pelos próximos 30 ou 40 anos no atual patamar de 1,5%.
A proposta foi apresentada por governos da zona do euro na semana passada, e manteria as despesas do país com o serviço da dívida abaixo de 15% de seu Produto Interno Bruto (PIB) dentro do cenário relativamente pessimista do fundo para a trajetória de longo prazo da economia grega. Um dos negociadores da equipe da zona do euro descreveu a proposta como "bastante pesada", vários degraus acima da ajuda que os credores europeus estariam dispostos a conceder a Atenas.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia