Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 05 de maio de 2016. Atualizado às 19h03.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

conjuntura

05/05/2016 - 19h03min. Alterada em 05/05 às 19h03min

Fitch volta a rebaixar a nota de crédito do Brasil

Agência Brasil
A agência de classificação de risco Fitch voltou a rebaixar a nota de crédito do Brasil, desta vez de BB+ para BB. Em dezembro do ano passado, a Fitch reduziu a nota brasileira e o país perdeu o grau de investimento, selo conferido aos países considerados bom pagadores e seguros para investir.
Outras agências fizeram o mesmo. A Standard&Poor's e a Moody's rebaixaram a nota em fevereiro deste ano. A Moody's que, na época era a única que não havia retirado o selo de bom pagador, baixou a nota para grau especulativo. Agora a Fitch informou que o Brasil permanece em perspectiva negativa, o que significa que pode haver nova revisão da nota.
Segundo comunicado da agência, o rebaixamento reflete a contração econômica "mais profunda do que o antecipado". A Fitch cita o fracasso do governo em estabilizar as perspectivas para as finanças públicas, o continuado impasse legislativo e incerteza política elevada, que estão "minando a confiança doméstica e a governabilidade, bem como a eficácia das políticas".
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia