Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 04 de maio de 2016. Atualizado às 15h02.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

indústria

04/05/2016 - 15h02min. Alterada em 04/05 às 15h02min

Desempenho industrial gaúcho reverte alta de fevereiro e cai 1,4%

O Índice de Desempenho Industrial (IDI-RS) gaúcho, que em fevereiro havia registrado um crescimento de 1,2%, voltou a registrar variação negativa, fechando em queda de 1,4% em março na comparação com o mês anterior. As principais contribuições negativas para o IDI-RS, divulgado pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul neste quarta-feira (4), foram as compras industriais e o faturamento, que ante fevereiro caíram 4,5% e 3%, respectivamente.
“O quadro geral para a indústria gaúcha continua bastante negativo e ainda não há elementos que possam indicar uma reversão dessa tendência no curto prazo. Além do impasse político, as restrições ao crédito, o aumento do desemprego e os baixos níveis de confiança em empresários e consumidores são empecilhos para a retomada na atividade”, explica o presidente da Fiergs, Heitor José Müller. 
Outras variáveis que compõem o IDI-RS também tiveram perdas consideráveis em março. A Utilização da capacidade instalada (UCI) caiu 1,4% na comparação com fevereiro e atingiu 78,6%.
A pesquisa constatou ainda que a crise prolongada no setor impõe um forte e longo ajuste ao mercado de trabalho: o emprego (-0,3% em março) recua há 14 meses seguidos e a massa salarial (-1,8%), há 12. Apenas as horas trabalhadas na produção foram na contramão das demais e cresceram 0,5%.
Na relação com igual período do ano anterior, a queda do IDI-RS foi ainda mais acentuada: caiu 10,6% em março, a 25ª queda seguida, e 8,1% no acumulado de janeiro a março. 
O IDI-RS é uma publicação mensal cujo objetivo é medir o nível da atividade da indústria de transformação. Faturamento, Horas Trabalhadas na Produção, Utilização da Capacidade Instalada, Compras Totais, Emprego e Massa salarial são os itens avaliados.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia