Porto Alegre, quinta-feira, 28 de abril de 2016. Atualizado às 00h29.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
10°C
17°C
5°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,5190 3,5210 0,02%
Turismo/SP 3,4500 3,6300 0%
Paralelo/SP 3,4500 3,6300 0%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE 
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

Varejo Notícia da edição impressa de 28/04/2016. Alterada em 27/04 às 21h59min

Shopping Iguatemi inaugura novas operações

MARCELO G. RIBEIRO/JC
Inauguração da Expansão do Shopping Iguatemi Porto Alegre.

Adriana Lampert

As vendas do Iguatemi Porto Alegre devem aumentar em 30%, e o fluxo de pessoas que passam pelo local deve alcançar o número de 2 milhões por mês. Estas estimativas foram repassadas ontem pelos representantes da Ancar Ivanhoe, Iguatemi Empresa de
Shopping Centers, Maiojama e LGR, parceiras no projeto arquitetônico da quarta obra de expansão do empreendimento, inaugurada ontem pela manhã. O evento contou com a presença de lojistas parceiros e de autoridades, como o prefeito José Fortunati e seu vice, Sebastião Melo.
Primeiro shopping a ser implementado no Estado (em 1983), o empreendimento passa a contar com 373 lojas, incluindo sete restaurantes, seis salas de cinema e duas praças de alimentação com capacidade para 1,6 mil pessoas, além de 4,3 mil vagas de estacionamento. De acordo com o vice-presidente de operações do Grupo Iguatemi, Charles Krell, o planejamento da empresa para o Estado não deve parar por aí. "Vamos avaliar o ambiente macroeconômico para alinhar a próxima safra de investimentos no Rio Grande do Sul. Mas, muito provavelmente, o próximo empreendimento a passar por expansão será o I Fashion Outlet Novo Hamburgo, que está em seu terceiro ano de atividade."
Krell destaca que o Outlet é um empreendimento que funciona bem mesmo diante de uma crise, uma vez que oferece produtos de qualidade com preços mais acessíveis. O grupo é responsável ainda pelos shoppings Praia de Belas e Iguatemi Caxias do Sul. Com a expansão, o Iguatemi Porto Alegre agora conta com nove âncoras: Renner, C&A, Hospital Moinhos de Vento, Supermercado Nacional, GNC Cinemas, Zara, Riachuelo, Cobasi e o restaurante Coco Bambu. Estas duas últimas ainda não estão abertas ao público. Também a academia Body Tech deve demorar ainda mais um ano para ser inaugurada.
Quem passar pelo empreendimento já pode conferir os espaços das marcas Lego, Souq, Paola da Vinci e Nespresso, além do restaurante Madero Steak House, entre outras. De acordo com o copresidente da Ancar Ivanhoe, Marcelo Carvalho, 30% das 100 novas lojas estão em negociação. "Não há dúvidas de que o conjunto de marcas importantes que chegam ao empreendimento, junto com os escritórios boutiques (que funcionarão no quarto pavimento) e a torre comercial de 14 andares (em prédio ao lado do shopping), deve consagrar o Iguatemi como o principal shopping do Rio Grande do Sul", destaca. O executivo admite que a crise dificultou um pouco a decisão dos investidores.
"É uma questão de tempo e ajuste para que o mix do Iguatemi se complete", pondera Carvalho, completando que o empreendimento "ainda tem espaço para crescer". "Temos capacidade construtiva e índices para tanto. Mas agora é o momento de consolidar este belíssimo equipamento que estamos entregando para a cidade." Krell, por sua vez, destaca que as novas lojas, restaurantes e 1.000 vagas novas de estacionamento devem atrair público e deslanchar as vendas, mesmo em momento de retração. "As pessoas são curiosas, ávidas pelo diferente e pelo novo."
COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Vendas reais dos supermercados crescem 4,16% no ano, aponta Abras Lucro líquido da Lojas Renner cai 10,5% no primeiro trimestre do ano Movimento do comércio cai 7,1% no 1º trimestre, diz Boa Vista SCPC
O movimento do comércio está em trajetória de queda desde julho de 2015
Lojistas de Porto Alegre apontam falta de segurança como fator de queda nas vendas

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo