Porto Alegre, domingo, 10 de abril de 2016. Atualizado às 22h38.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
23°C
25°C
22°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,5950 3,5970 2,59%
Turismo/SP 3,6200 3,8100 0,78%
Paralelo/SP 3,6200 3,8100 0,78%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE 
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

Energia Notícia da edição impressa de 11/04/2016. Alterada em 10/04 às 22h37min

ABCM teme que nenhum projeto a carvão consiga fazer venda em leilão energético

CRM/DIVULGAÇÃO/JC
Mina de carvão de Candiota. Divulgação CRM

Inicialmente, o presidente da Associação Brasileira do Carvão Mineral (ABCM), Fernando Zancan, tinha a expectativa de que pelo menos um empreendimento a carvão saísse vencedor do leilão de energia que o governo federal prevê realizar no dia 29 de abril (a disputa já foi adiada mais de uma vez). Porém, o valor estipulado de R$ 251,00 MWh para a geração de termelétricas alimentadas com esse mineral decepcionou o dirigente e acarretou o receio de que nenhum projeto desse tipo comercialize sua energia na disputa e, por consequência, saia do papel.
"Com esse preço, os investidores com quem eu falei afirmam que ninguém está com vontade de colocar a cara", comenta Zancan. Soma-se a esse obstáculo o cenário atual de sobra de energia, que, apesar de a entrega da geração dos empreendimentos vencedores estar prevista apenas para 2021, deve atenuar o "apetite" pelas contratações de novas usinas.

Leia o texto integral em nossa
ediÇÃo para folhear

  • Acesso gratuito, durante fase de avaliação, mediante cadastro.
  • Clique aqui para acessar.
COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Consumo de energia inicia abril com alta de 10,7%
O consumo de energia somou 61.820 MW médios, impulsionado pela elevação da temperatura na região Sudeste
Saída de Braga seria negativa para setor elétrico, diz presidente da CPFL
"(Braga) tem sido um bom ministro", disse Wilson Ferreira Jr., ao ser questionado sobre o assunto
CPFL tem interesse na Celg-D, diz presidente da companhia
Questionado sobre qual seriam seus principais pontos positivos, Wilson Ferreira Jr. destacou a localização geográfica da distribuidora
Aneel propõe alta de 13,95% nas tarifas da Energisa Nova Friburgo em 4º ciclo
Os índices ficarão em audiência pública entre os dias 6 de abril e 9 de maio. Se aprovado, o reajuste entrará em vigor em 22 de junho.

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo