Porto Alegre, terça-feira, 26 de abril de 2016. Atualizado às 23h05.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
12°C
14°C
6°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,5180 3,5200 0,81%
Turismo/SP 3,4500 3,6300 1,35%
Paralelo/SP 3,4500 3,6300 1,35%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE 
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
Painel Econômico Danilo Ucha


Painel Econômico

Notícia da edição impressa de 27/04/2016

Impostos prejudicam o carro elétrico no Brasil

AGRISHOW/OFÍCIO DA IMAGEM /DIVULGAÇÃO/JC
Gustavo Schmidt, vice-presidente de comercialização da Renault

A falta de infraestrutura e os altos impostos, que não incentivam a inovação, são os principais responsáveis pelo não desenvolvimento do carro elétrico no Brasil, embora ele seja uma das melhores alternativas para o transporte individual de pessoas. A indústria automobilística Renault, uma das maiores do mundo e que já fabrica carros elétricos em algumas de suas 72 fábricas espalhadas pelo mundo, fez algumas experiências com o veículo no País, mas desistiu, por enquanto, de trazê-lo para uso dos brasileiros. A informação é de Gustavo Schmidt, vice-presidente de comercialização da Renault, com que conversei aqui na Agrishow, em Ribeirão Preto (SP). "Trouxemos cerca de 70 veículos, em projetos muito específicos, mas a carga tributária existente sobre tais veículos, além da falta de uma infraestrutura de abastecimento de energia, não nos animaram a trabalhar em grande escala com tais veículos por aqui", afirmou Schmidt. Quanto ao mercado automotivo em geral, a Renault acredita numa queda de 20% em 2016, mas tem esperança de recuperação do mercado a médio prazo. "Tanto é assim, que nos preparamos para aumentar a produção de 45 mil para 50 mil veículos por hora em nossa fábrica no Paraná", concluiu.

Maior estande

A John Deere, outra multinacional de máquinas e equipamentos agrícolas que possui unidades no Rio Grande do Sul, está com um dos maiores estandes na Agrishow, com aproximadamente um hectare de extensão. Mostra mais de 50 equipamentos destinados à agricultura, pecuária, construção e ao setor florestal. Oferece condições especiais de vendas e também oportunidades de aquisição via Consórcio Nacional John Deere.

Pulverizadores

A indústria de pulverizadores autopropelidos Pla, instalada em Canoas, está mostrando alguns dos seus sete modelos na Agrishow. Destaca os lançamentos deste ano, o Phoenix 400, pulverizador com tanque de 4 mil litros e barra de até 40 metros em fibra de carbono, garantindo mais resistência e leveza mesmo em uma máquina de grande porte; e o Pegasus 4.6 Air, distribuidor de sólidos, fertilizadora pneumática, autopropelida, que serve tanto para a aplicação de fertilizantes sólidos quanto para a semeaduras de cobertura.

Irrigador solar

Outra novidade apresentada pela Embrapa é o irrigador solar automático que dispensa eletricidade e pode ser feito com materiais reutilizáveis. Desenvolvido pelo físico Washington Luiz de Barros Melo, o equipamento poderá ajudar pequenos produtores e jardineiros amadores a manter seus canteiros irrigados automaticamente pelo método de gotejamento. Utiliza um princípio simples da termodinâmica, a de que o ar se expande quando aquecido. Não necessita de fotocélulas: a eletricidade é substituída pela luz solar e se vale do sistema de gotejamento, que evita o desperdício de recursos. Construí-lo custa
R$ 20,00.

Eucalipto

Um das vantagens da indústria brasileira de celulose sobre as da Europa é que aqui as árvores podem ser utilizadas em sete/oito anos, enquanto lá é necessário o dobro ou o triplo de tempo. Agora, a Embrapa deu mais uma mãozinha àquelas que usam eucalipto: baixou de nove/18 anos para seis/nove anos o prazo necessário para melhoramento genético do eucalipto. Desenvolveu o chip EucHIP60k, que permite a análise simultânea de 60 mil marcadores distribuídos por todo o genoma da planta. A inovação poderá ser usada no setor florestal de vários países, pois foi desenvolvida com base nas 10 espécies de eucalipto mais utilizadas em nível mundial. A tecnologia é um dos sucessos em seu estande na Agrishow.

Geradores

A Stemac, fabricante de geradores com unidade em Porto Alegre, apresenta duas novidades nesta Agrishow, os Grupos Geradores Silenciados, para grandes empresas, e o Minigen, para residências e pequenos empreendimentos. A empresa está ocupando o dobro de espaço na feira, em comparação com 2015. Ambos os equipamentos destacam-se pela facilidade de instalação e operação para suprir energia elétrica.

O Dia

  • Hoje e amanhã, na Universidade Feevale, acontece o IX Simpósio Brasileiro de Biomecânica do Calçado, às 8h, no Campus II (ERS-239, 2.755), em Novo Hamburgo.
  • Marcada para hoje reunião plenária do Supremo Tribunal Federal (STF), em Brasília, para julgamento definitivo do pleito dos estados em relação à dívida com a União.
  • Martha Gabriel, referência internacional em inovação e interatividade, ministrará o Programa de Extensão em Marketing Digital, na ADVB/RS, às 8h30min. Irá até agosto.
  • Em Bento Gonçalves, começará o 3º Encontro Latino-Americano para as Pequenas e Médias Empresas Lácteas, no Fundaparque.
  • Inauguração das novas áreas da expansão do Shopping Iguatemi, a partir das 11h. Entrada principal pela avenida Nilo Peçanha.
  • O presidente da Yara Brasil e vice-presidente da Yara Internacional, Lair Hanzen, será o palestrante do almoço na Câmara de Comércio de Rio Grande. Falará sobre o investimento de R$ 1 bilhão no porto.
  • Robin Pagano, diretor da Star2Up, falará sobre empreendedorismo, na Softsul, na rua Padre Chagas, 79, às 16h.
  • O economista Paulo Afonso Pereira assumirá a presidência da Associação Comercial de Porto Alegre, às 18h, no Salão Nobre do Palácio do Comércio, 7º andar.
  • A Vértice Iluminação inaugura espaço como novo conceito em iluminação, com coquetel, às 19h, na avenida Paraná, 2.360.
  • O reposicionamento da marca gaúcha Tok será apresentado, às 19h30min, na ESPM-Sul, pela gerente comercial, Luciana Ceccon, mediação de Cláudia Palma.
  • O romance Mistério no Centro Histórico, de Tailor Diniz, será lançado pela Dublinense, às 19h30min, na Livraria Cultura, no Bourbon Country. Custa R$ 63,90.
  • Hoje e amanhã, em Santa Maria, no Farrezão, a 49ª Convenção Regional de Supermercados da Agas. Espera-se R$ 4 milhões em negócios.
  • Alexandre Di Miceli, fundador da Direzione Consultoria, fará palestra sobre a Operação Lava Jato, às 17h15min, no IBGC-RS, no hotel Deville Prime, Avenida dos Estados, 1.909.
  • Orquestra Jovem de Porto Alegre fará concerto com a participação do regente uruguaio Ariel Britos e da solista de trompete, também uruguaia, Rocio Britos, às 20h, no Teatro Bruno Kiefer da Casa de Cultura Mario Quintana.

COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
É melhor não falarde improviso PPPs são fundamentais para a infraestrutura Condições de trabalho nas arrozeiras gaúchas Grupo Paquetá tem mais de 18 mil empregados

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo