Porto Alegre, segunda-feira, 28 de março de 2016. Atualizado às 23h20.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
22°C
29°C
18°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,6250 3,6270 1,49%
Turismo/SP 3,6200 3,7900 1,81%
Paralelo/SP 3,6200 3,7900 1,81%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE  |   ATENDIMENTO ONLINE
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

Artigo Notícia da edição impressa de 29/03/2016. Alterada em 28/03 às 20h22min

Arriscar, criar e reinventar

Felipe Homem

Empreender é uma ótima opção em qualquer momento e, principalmente, uma oportunidade de tirar do papel ideias que há tempos acabamos protelando devido à estabilidade no emprego, rotina ou apenas por comodidade. Sair da zona de conforto é necessário e fundamental quando nos deparamos com um mercado exigente, que obriga a se diferenciar e inovar. Diante desses fatores, muitos profissionais de carreira, depois de muito tempo trabalhando efetivamente em uma única empresa, resolvem ter o seu próprio negócio. Em 2008, a Lei Complementar nº 128 oficializou o pequeno empresário informal como Microempreendedor Individual (MEI), legalizando a atuação e as atividades destes trabalhadores.
Entretanto, o profissional que resolve optar pelo microempreendedorismo apenas por necessidade, não deve enxergar como algo temporário e, sim, buscar uma orientação especializada que auxilie e o guie para qual ramo investir seus esforços e aplicar o seu dinheiro. Além de uma análise mercadológica, uma consultoria ajudará a identificar o diferencial e o valor que o seu produto ou serviço irá agregar ao mercado para não tornar-se apenas mais um commodity ou depender de vendas volumosas.
O MEI precisa estar ciente que o sucesso no seu negócio é construído em longo prazo e que ele envolve doses importantes de cautela e, essencialmente, ações planejadas. A transição entre tirar um projeto que está na gaveta para o investimento em um modelo de negócio, no qual o MEI atuará no máximo com um empregado, também requer conhecimento técnico para gerenciar com qualidade a sua microempresa. Administrar para arriscar, capacitar para criar e qualificar para reinventar são palavras chave que devem predominar e caminhar juntas rumo à mudança e aos resultados satisfatórios para os novos empreendedores e à sociedade como um todo.
Coordenador do curso técnico em Administração da Escola Profissional Fundatec
COMENTÁRIOS


DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Opinião econômica: Descontrole, recessão e desemprego Eu presto atenção, mas ele não diz nada
Fala que nunca mais utilizará um táxi, pois os motoristas do Uber são mais educados e os carros são mais novos
Em 1950, Pelotas tinha futebol feminino
O tema "futebol feminino", em sites de buscas na internet, revela que o Araguari Atlético Clube (MG) é considerado o primeiro clube do Brasil a formar um time feminino
E você, o que faz para colaborar?
Os casos de dengue no País aumentaram 130% entre 15 de fevereiro e 1 de março, com 200 novos registros por hora

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo