Porto Alegre, segunda-feira, 21 de março de 2016. Atualizado às 23h04.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
24°C
27°C
19°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,6080 3,6100 0,75%
Turismo/SP 3,6100 3,7600 0,26%
Paralelo/SP 3,6100 3,7600 0,26%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE  |   ATENDIMENTO ONLINE
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

Relações diplomáticas Notícia da edição impressa de 22/03/2016. Alterada em 21/03 às 20h59min

Castro considera aproximação com os EUA positiva, mas insuficiente

NICHOLAS KAMM/AFP/JC
Raúl Castro (d) reconheceu os esforços do presidente norte-americano em negociar com o Congresso

Com um aperto de mão, o líder de Cuba, Raúl Castro, recebeu o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, na manhã de ontem, para um encontro no Palácio da Revolução, em Havana. O encontro ocorreu após o mandatário norte-americano ter visitado o memorial de José Martí, localizado na Praça da Revolução, e prestado homenagem ao herói da independência cubana. A reunião entre os líderes de EUA e Cuba ocorreu após um hiato de 88 anos.
Durante coletiva de imprensa após o encontro, Raúl Castro afirmou que a reaproximação dos EUA com Cuba, desencadeada nos últimos meses, é positiva, mas insuficiente. "Muito mais poderia ser feito se o bloqueio norte-americano fosse levantado. Reconhecemos a decisão do presidente Obama e sua administração contra o bloqueio, e seus apelos repetidos para o Congresso removê-lo", disse. "Outras políticas deverão ser abolidas para a normalização da relação."
Segundo Castro, o fim do embargo é "essencial para restabelecer as relações bilaterais". O cubano afirmou que é preciso focar no que há de semelhanças entre os dois países, e não apenas nas diferenças que existem, segundo ele, nos conceitos de "sistema político, democracia, exercício dos direitos humanos, justiça social, relações internacionais e estabilidade da paz mundial". "Reafirmo que devemos exercitar a arte da coexistência civilizada, que é aceitar e respeitar diferenças e evitar que sejam o centro da nossa relação", afirmou.
Obama, por sua vez, declarou um "novo dia" para as relações com Cuba, mas reconheceu que existem "sérias diferenças" entre as nações. "O embargo vai acabar. Quando, não estou inteiramente certo, mas vai. E o caminho no qual estamos continuará além da minha administração", afirmou.
Hoje, o presidente norte-americano deverá fazer um discurso televisionado a partir do Gran Teatro Alicia Alonso, antes de assistir a um jogo de beisebol entre a equipe norte-americana Tampa Bay Rays e a seleção cubana. Depois, embarca para a Argentina, onde se encontrará com o presidente Mauricio Macri.
 

Google expandirá acesso à banda larga e rede de Wi-Fi na ilha


O Google está prestes a expandir o acesso à internet em Cuba, informou o presidente dos EUA, Barack Obama, durante sua histórica visita ao país. Segundo destacou, a expansão do acesso à internet para os cubanos é a chave para mudar o país.
"Uma das coisas que vamos anunciar aqui é que o Google tem um acordo para iniciar a configuração de Wi-Fi e acesso à banda larga na ilha", disse Obama. Separadamente, a Western Union empresa multinacional que oferece serviços financeiros e de comunicação informou ontem que iria expandir sua presença em Cuba após movimentos do governo Obama para afrouxar ainda mais regulamentos sobre transações financeiras.
Uma pequena parcela de cubanos têm acesso à internet, e o serviço no país é instável. Um dos objetivos da viagem de Obama à ilha é a construção de laços econômicos.
COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Irã comemora fim das sanções pelos EUA e UE Ministros árabes discutem medidas contra o Irã Coreia do Sul reativa alto-falantes com propaganda contra o Norte
Acordo encerra caso de escravas sexuais coreanas

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo