Porto Alegre, quinta-feira, 03 de março de 2016. Atualizado às 22h34.
Dia do Meteorologista.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
21°C
25°C
20°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,8010 3,8030 2,21%
Turismo/SP 3,7500 4,0500 0%
Paralelo/SP 3,7500 3,9400 2,71%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE  |   ATENDIMENTO ONLINE
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

Mineração Notícia da edição impressa de 04/03/2016. Alterada em 03/03 às 22h12min

Projeto Retiro espera obter licença neste semestre

RIO GRANDE MINERAÇÃO/DIVULGAÇÃO/JC
Área onde vai ocorrer a atividade possui cerca de 4,9 mil hectares

Jefferson Klein

O complexo de mineração conhecido como Projeto Retiro, que a empresa Rio Grande Mineração planeja desenvolver em São José do Norte, deve dar, em breve, um importante passo para sair do papel. O presidente da companhia, Luiz Augusto Bizzi, espera que a licença ambiental prévia, que está sendo analisada pelo Ibama, seja conquistada antes do final deste primeiro semestre. O processo de licenciamento foi iniciado em 2011.
"Uma vez tendo a licença ambiental, podemos ultimar a nossa estruturação financeira", adianta o executivo. Serão explorados os minerais ilmenita e rutilo (substância titânio) e zircão (substância zircônio). Esses materiais são aproveitados em diversos segmentos da economia, como nas indústrias de cerâmica, química, entre outras. A ilmenita é empregada para a pigmentação (tintas) e o rutilo como elemento para solda. Já o zircão é utilizado, principalmente, em refratários.
Bizzi prevê que a implantação da mina possa ocorrer ainda no próximo ano, assim como os primeiros volumes produzidos. O investimento estimado na fase inicial do projeto é da ordem de R$ 400 milhões e, em uma segunda etapa, mais cerca de R$ 800 milhões serão aportados. Essa ação posterior dependerá da resposta de mercado, entretanto consultores apontam uma carência internacional de minério de titânio, a partir de 2018. "Se isso acontecer, o mercado estará muito favorável, receptivo ao nosso produto", enfatiza o presidente da Rio Grande Mineração.
A segunda fase do empreendimento deve começar entre 2018 e 2019, para ter capacidade plena de produção em 2020. Ainda está sendo dimensionado exatamente quantas toneladas de minerais serão trabalhadas, contudo, em princípio, a perspectiva é atingir 250 mil toneladas ao ano e, depois, 500 mil toneladas. Durante a implantação da estrutura necessária para a atividade, deverão ser gerados cerca de 1,5 mil postos de trabalho e a operação (que abrange mais automação) deve proporcionar até 350 empregos.
A área mineralizada onde serão desenvolvidas as atividades de lavra (extração/separação de minério) do Projeto Retiro possui cerca de 4,9 mil hectares e se estende por uma faixa de, aproximadamente, 1,5 quilometro de largura e 30 quilômetros de extensão, ao longo da zona rural de São José do Norte. Vai do Norte da área urbana, seguindo para Leste até atravessar a rodovia BR-101, quando toma direção paralela à linha da costa, terminando nas proximidades da Barra do Banhado do Estreito.
COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Diretor da Vale espera que Samarco volte a operar no fim do ano ou em 2017 Vale tem prejuízo de R$ 44,213 bilhões em 2015
No quarto trimestre, prejuízo líquido da Vale foi de US$ 8,569 bilhões, valor 4,6 vezes superior ao prejuízo anotado no mesmo período do ano anterior
Anglo American descarta novos investimentos no projeto Minas-Rio
A mineradora Anglo American disse nesta terça-feira (16) que planeja vender seu negócio de níquel e descartou realizar novos investimentos
Standard & Poor's rebaixa rating da Samarco de BB- para B; perspectiva negativa
De acordo com a agência, "o rebaixamento reflete as incertezas sobre a retomada das operações da empresa"

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo