Porto Alegre, quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016. Atualizado às 23h28.
Dia do Atleta Profissional.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
27°C
32°C
21°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,9340 3,9360 0,63%
Turismo/SP 3,7500 4,0300 0,24%
Paralelo/SP 3,7500 4,0300 0,24%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE  |   ATENDIMENTO ONLINE
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

agronegócios Notícia da edição impressa de 11/02/2016. Alterada em 10/02 às 23h33min

Simvet/RS quer agilizar exames para o mormo

JOÃO MATTOS/JC
Doença, que teve 22 focos no Estado, é causada por bactéria e pode contaminar cavalos, mulas e burros

O Sindicato dos Médicos Veterinários no Estado do Rio Grande do Sul (Simvet/RS) está reforçando o pedido para que novos laboratórios sejam credenciados no território gaúcho para a realização dos testes de verificação do mormo. Documento feito pela entidade fazendo o pedido foi distribuído para órgãos federais e estaduais, além de políticos, com o intuito de diminuir o tempo de espera pelos resultados, que hoje, em alguns casos, passam de duas semanas.
De acordo com a presidente do Simvet/RS, Angelica Zollin, é preciso agilizar a entrega dos exames, especialmente pela realização de diversos eventos equestres no Rio Grande do Sul, como provas, rodeios e cavalgadas, que mobilizam muitos animais e centenas de pessoas. "Desde o aparecimento do primeiro caso de mormo no Rio Grande do Sul nos posicionamos de maneira enfática e incisiva, porque, além de ser uma zoonose, causa grande transtorno em todo o mercado da equinocultura", observa.
A presidente lembra que por meio da ação e pressão já se conseguiu a liberação do laboratório da Hípica, em Porto Alegre, para a realização dos testes. No entanto, pela demora, é preciso avançar no número de locais credenciados para atestar os exames. "Primamos pela prática correta desta enfermidade. Precisamos de pontos no interior para diminuir o tempo de remessa e entrega dos resultados, lembrando que estamos lidando com um material altamente infectante", salienta.
O delegado do Simvet/RS, João Júnior, reforça também que é necessário manter a vigilância em eventos, dando liberdade aos Responsáveis Técnicos para que possam fazer toda a exigência dos documentos solicitados pela Secretaria da Agricultura do Rio Grande do Sul. Além disso, avalia que é preciso intensificar a fiscalização. "Devemos ter mais fiscalizações de Guias de Trânsito pela Secretaria da Agricultura em parceria com as polícias especialmente nas rodovias", ressalta.
Dados da Pesquisa de Produção Pecuária Municipal do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) indicam que a população de equinos no Rio Grande do Sul ultrapassa os 540 mil animais. O último boletim do Departamento de Defesa Sanitária Animal da Secretaria da Agricultura aponta que 22 focos de mormo foram identificados em um total de 36 equinos com diagnóstico positivo no teste de maleína, reconhecido como diagnóstico conclusivo.
O mormo é provocado por uma bactéria que pode contaminar qualquer tipo de equídeo, seja cavalos, mulas ou burros. O contágio se dá por meio das secreções, como pus, corrimento nasal, urina, fezes e sêmen.
COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Safra do feijão e do milho agrada aos agricultores gaúchos Tupanciretã busca solução para frigorífico Cosuel tem R$ 106 milhões para projeto avícola China autoriza exportações de 17 frigoríficos brasileiros
Com as novas habilitações, haverá um aumento de US$ 340 milhões nos embarques de carnes para o mercado chinês

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo