Porto Alegre, segunda-feira, 07 de dezembro de 2015. Atualizado às 21h42.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
21°C
28°C
17°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,7580 3,7600 0,58%
Turismo/SP 3,6000 3,9600 0,50%
Paralelo/SP 3,6000 3,9600 0,50%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE  |   ATENDIMENTO ONLINE
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

Tecnologia Notícia da edição impressa de 08/12/2015. Alterada em 07/12 às 20h40min

Brasileiros pesquisam mais pela web antes de comprar

JOÃO MATTOS/JC
Boa experiência com a marca direciona consumidor a retornar ao site

Quase nove entre 10 consumidores brasileiros (88%) pesquisam os produtos antes de comprar - em 74% dos casos isso é feito pela internet. E não é apenas sobre os itens caros, como carros, voos, tecnologia, turismo e serviços financeiros que os consumidores procuram informações.
A maioria já adotou a chamada abordagem pré-planejada também nas compras de itens de baixo e médio valores do carrinho de compras. Três quartos (77%) dizem que fazem pesquisa para produtos de cuidados pessoais, como perfumes e cosméticos, produtos de cuidados com bebês e itens de higiene, como desodorantes e gel de banho.
Os dados fazem parte de um estudo chamado Connected Life, que ouviu mais de 60 mil usuários de internet em mais de 50 países sobre como a tecnologia está transformando a vida dos consumidores. O levantamento foi feito pela TNS, agência de pesquisa parte do Kantar, a divisão de gestão de dados da WPP e uma das maiores empresas de insights e consultoria do mundo.
Essa tendência de pesquisar previamente sobre os produtos, especialmente pela internet, está reduzindo o número de compras por impulso nas lojas. O levantamento aponta ainda que 51% dos shoppers globalmente toma as suas decisões sobre a marca exata que querem comprar antes de efetivar a compra.
No Brasil, uma proporção similar (53%) de consumidores decididos mantiveram suas decisões e compraram exatamente a marca planejada. Apenas 10% mudaram de ideia enquanto compravam, e, na última hora, compraram uma marca diferente da planejada.
Para a especialista da TNS, Juliana Honda, o melhor caminho para ganhar esses compradores é ajudá-los a encontrar rapidamente o que procuram. Uma boa experiência com a marca e com o site dela vai direcionar repetições em futuras compras.
"Os varejistas on-line estão aprendendo o que os compradores querem e oferecendo conteúdo de acordo com os targets, trazendo informações relevantes para suas decisões de compras", observa Juliana, citando que tecnologias como Big Data podem apoiar esse processo.
 
COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Ufrgs reposiciona seu parque científico e tecnológico Google deve testar balões para levar internet a áreas remotas SAC pelas redes sociais conquista mercado Casa inteligente entra no radar do brasileiro e das indústrias

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo