Adrielly Araújo

Ações positivas para o meio social e ambiental estarão entre as preocupações do público

Profissionalização é a palavra-chave para negócios de gastronomia em 2023

Adrielly Araújo

Ações positivas para o meio social e ambiental estarão entre as preocupações do público

Começou 2023 e, com a chegada do novo ano, a confirmação de algumas tendências. O público está extremamente engajado nas pautas sociais e ambientais, cada vez mais preocupado com a saúde e interessadíssimo na estética dos espaços e dos pratos. Com esta perspectiva, apostar no marketing orgânico, o famoso boca a boca, ainda é primordial, mas, agora, o meio é o digital e o conteúdo é ainda mais dinâmico.
Começou 2023 e, com a chegada do novo ano, a confirmação de algumas tendências. O público está extremamente engajado nas pautas sociais e ambientais, cada vez mais preocupado com a saúde e interessadíssimo na estética dos espaços e dos pratos. Com esta perspectiva, apostar no marketing orgânico, o famoso boca a boca, ainda é primordial, mas, agora, o meio é o digital e o conteúdo é ainda mais dinâmico.
Roger Klafke, especialista em competitividade, cadeias produtivas, estratégia e inteligência no setor de alimentos e bebidas do Sebrae-RS, projeta um crescimento baixo e cheio de desafios para a categoria no País. "Um dos pontos fundamentais é a profissionalização, essa é a palavra-chave tanto para a gestão financeira da empresa, quanto para o trato da equipe", afirma.
Segundo a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), o setor gastronômico deve faturar 20% a mais no verão de 2023 em comparação com o mesmo período do ano passado. Roger explica que é preciso ajustar e desenvolver produtos e cardápios a partir da demanda do mercado. "Alimentações mais saudáveis, produtos regionais, menos insumos artificiais, produção sustentável e preços acessíveis. Tudo isso é uma demanda forte e traz um desafio para o empreendedor, que precisa escolher mais conscientemente, focar no controle de custos e também na redução de desperdícios", declara.
Outro fator imprescindível para quem quer se preparar para o novo ano é o monitoramento do comportamento e necessidades dos consumidores. "Se eu fosse começar a preparar agora um negócio no setor para o ano de 2023, começaria com os números, no sentido financeiro, e os processos, no sentido de gestão. Olhar para isso e ver no que podemos melhorar em termos de compras e controle da cozinha, e conectar isso às pesquisas de hábitos de consumo. Esse olhar vai possibilitar que o empreendedor comece o ano de uma maneira mais controlada, e que melhorar o processo de produção e garanta a sustentabilidade do negócio", percebe o especialista.
É importante também aproveitar os feriados e os fins de semana prolongados. Em 2023, serão 12 feriados e nove prolongados. Roger explica que, para estar preparado, é preciso apostar nas tecnologias. "Tecnologia é importante no sentido da produção em si, na compra, na formação das fichas técnicas dos produtos, na venda, no atendimento. Também é importante na cozinha, no uso de equipamentos e máquinas que reduzem o gasto com mão de obra. E também para se posicionar no mercado digital, com a comunicação nas redes sociais. As pessoas precisam saber os horários, o endereço, ter uma noção dos preços e saber o que as pessoas estão falando sobre o estabelecimento. A avaliação dos clientes no Google tem sido algo muito valorizado e não pode sair da vista do empreendedor", assegura.
 

10 pontos de atenção para quem empreende na gastronomia

 1. Profissionalizar a gestão financeira da empresa
 2. Controle de custos e redução de desperdício
 3. Definir processos para garantir padrão e segurança na produção
 4. Monitoramento do comportamento e necessidades dos consumidores
 5. Ajuste e desenvolvimento de produtos/cardápio a partir da demanda do mercado
 6. Presença digital atualizada e ágil
 7. Comunicação efetiva e transparente com os clientes
 8. Desenvolvimento e valorização da equipe
 9. Uso da tecnologia para apoiar a organização e o desenvolvimento do negócio
 10. Implementação e monitoramento dos indicadores de desempenho da empresa
 
Adrielly Araújo

Adrielly Araújo - estagiária do GeraçãoE

Adrielly Araújo

Adrielly Araújo - estagiária do GeraçãoE

Deixe um comentário


Leia também