Duda Guerra

O plano dos sócios é ampliar a operação do Jardim São Geraldo em 2023

Bar inspirado em Alice no País das Maravilhas atrai público ao 4º Distrito

Duda Guerra

O plano dos sócios é ampliar a operação do Jardim São Geraldo em 2023

Chapeleiros malucos, rainhas vermelhas e Alices perdidas no país das maravilhas. No Jardim São Geraldo, todos esses personagens são bem-vindos. O negócio é familiar: pai, mãe e filha são responsáveis por todos os processos do bar, que se inspira na história de Lewis Carroll, sobre a menina que foi parar em um lugar cheio de criaturas mágicas, coelhos falantes e vilões perigosos.
Chapeleiros malucos, rainhas vermelhas e Alices perdidas no país das maravilhas. No Jardim São Geraldo, todos esses personagens são bem-vindos. O negócio é familiar: pai, mãe e filha são responsáveis por todos os processos do bar, que se inspira na história de Lewis Carroll, sobre a menina que foi parar em um lugar cheio de criaturas mágicas, coelhos falantes e vilões perigosos.
Tudo começou com a produção de cerveja artesanal, hobby que Alessandro Kny transformou em negócio com outros amigos. “Há oito anos, comecei a produzir cervejas. Sempre trabalhei na área de informática e mudei completamente de ramo. Já gostava muito de cerveja artesanal e comecei a produzir em casa, fiz várias receitas para conseguir montar a minha cervejaria, então tudo começou com a Kny Beer, que é oficialmente e minha cervejaria. Durante cinco anos trabalhamos em eventos, vendendo para pequenos comércios, bares, essas coisas, e a produção era junto com outras duas cervejarias, a Polvo Louco e a Diefen”, diz Alessandro, relembrando que a fábrica ficava perto do lugar onde hoje é o bar Jardim São Geraldo.
TÂNIA MEINERZ/JC
O empreendedor conta que durante uma reunião com as outras cervejarias, um dos sócios da Povo Louco viu um terreno para alugar e comentou com Alessandro, que foi verificar o lugar, que segundo ele, estava abandonado. Vendo um potencial na região e no espaço, Alessandro convidou Caio De Santi, sócio da Polvo Louco, para abrir um novo negócio. “Ele é sócio investidor, mas somos nós que administramos tudo” comenta Alessandro, que toca o estabelecimento com a esposa, Carmen Oliveira, e com a filha, Mariana Kny.
A inspiração na Alice no País das Maravilhas veio da vontade de ter um portão bonito na entrada do bar, e um dia, os sócios pararam para assistir à adaptação cinematográfica da história, dirigida por Tim Burton, e gostaram muito dos portões do castelo da rainha de copas. “A primeira ideia foi fazer o portão inspirado no que vimos no filme, e aí veio o resto da inspiração, colocamos algumas frases da história, um desenho dela na parede, as cores, os espaços, nossos drinks levam os nomes dos personagens da história, tudo isso” explica Alessandro.
O Jardim São Geraldo abriu em 2019, quatro meses antes da pandemia, e os sócios afirmam que o período foi muito difícil, mas que a volta do público foi muito satisfatória. “Veio uma galera nova, também pessoas que já frequentavam, mas acredito que muita gente ainda estava conhecendo, é muito recente”, diz Mariana. “Temos um público muito fiel, tem gente que vem de fora só para conhecer, justamente pelos atrativos, por ser diferente e por atender um público grande, quem gosta de drinks, de uma boa comida, curte cerveja. Temos 22 torneiras, então conseguimos um público grande”, complementa Alessandro. A inspiração na Alice é um dos pontos que chama a atenção, tanto que os empreendedores organizam um dia especial para os clientes irem fantasiados dos personagens da história.
O bar oferece drinks com e sem álcool, comidas que variam desde o petisco até o xis, e tudo é feito na casa. Para 2023, os planos são aumentar o espaço, fazer novos eventos e continuar encontrando novas formas de cativar o público. O bar funciona de terça a quinta-feira, das 17h a meia-noite, de sexta-feira a sábado, das 16h30min a meia-noite, e nos domingos, das 16h30min às 23h, na rua Moura Azevedo, nº 182.
TÂNIA MEINERZ/JC
Duda Guerra

Duda Guerra - estagiária do GeraçãoE

Duda Guerra

Duda Guerra - estagiária do GeraçãoE

Deixe um comentário


Leia também