Isadora Jacoby

Quem empreende no bairro esbanja identificação com a região

Tinga, teus empreendedores te amam

Isadora Jacoby

Quem empreende no bairro esbanja identificação com a região

Meu primeiro contato com o empreendedorismo da Restinga foi em 2019, quando contamos aqui no GeraçãoE a história de um projeto, na época recém lançado, chamado Empreendedoras Restinga. Fechamos um caderno todo dedicado às histórias que ouvimos no bairro e a sensação foi de ter conhecido um movimento cheio de amor, de fé no coletivo e muita crença no potencial da região.
Meu primeiro contato com o empreendedorismo da Restinga foi em 2019, quando contamos aqui no GeraçãoE a história de um projeto, na época recém lançado, chamado Empreendedoras Restinga. Fechamos um caderno todo dedicado às histórias que ouvimos no bairro e a sensação foi de ter conhecido um movimento cheio de amor, de fé no coletivo e muita crença no potencial da região.
Quase três anos depois, voltamos para o especial GE nos Bairros para falar sobre a região, que foi escolhida pelos nossos leitores e leitoras nas redes sociais. E não foi nenhuma surpresa ver que, nesse sentido, nada mudou. Quem empreende por lá esbanja identificação com a região. A parceria entre os negócios é pulsante, perceptível e enche de orgulho quem toca os negócios. Mas nem tudo segue igual a 2019. O bairro está ainda mais desenvolvido e celebra a chegada do primeiro shopping da região.
Em todas as matérias das próximas páginas, é possível encontrar um ponto em comum: o desejo de que os moradores tenham cada vez mais orgulho da região onde vivem e que a economia local fique ainda mais forte, sólida e pujante. #tingateupovoteama 

A história da Restinga

VINÍCIUS MITTO
Restinga é um local onde as margens das águas são cobertas de vegetação baixa. A região às margens do Arroio do Salso tinha arbustos e figueiras nos sopés dos morros do atual bairro Restinga. Com o desenvolvimento da região onde hoje estão os bairros Menino Deus e Azenha, os moradores das antigas Vilas Theodora, Marítimos, Ilhota e Santa Luzia foram removidos, a partir de 1966, para a então Vila Restinga Velha. O bairro foi se ampliando e grande parte da infraestrutura, assim como cerca 10 mil apartamentos e casas populares, foram realizadas entre os anos 1970 e 1980. A Restinga é, hoje, um bairro autossuficiente, com hospital, polo educacional, fórum da justiça e um comércio muito diversificado.
* Vinícius é professor e Arquivista e apresennta uma série sobre os bairros de Porto Alegre no
@cartaotri e no seu @bahguri.rs
Isadora Jacoby

Isadora Jacoby - editora do GeraçãoE

Isadora Jacoby

Isadora Jacoby - editora do GeraçãoE

Deixe um comentário


Leia também