Isadora Jacoby

O Nosso Território surgiu do desejo do trio de atender à demanda da região

Amigos abrem bar a céu aberto de pagode na avenida do Forte

Isadora Jacoby

O Nosso Território surgiu do desejo do trio de atender à demanda da região

Matheus Goes, 29 anos, e Thiago Vargas, 28, colocaram em prática o desejo de muitos amigos: abrir um bar na região onde cresceram. Junto de Bianca Gil, 40, o trio inaugurou, há pouco mais de um mês, o Nosso Território, bar a céu aberto que fica no número 100 da avenida do Forte, na zona norte de Porto Alegre. O foco do espaço é proporcionar um clima de boteco ao ar livre, com cerveja gelada, pastel e pagode ao vivo.
Matheus Goes, 29 anos, e Thiago Vargas, 28, colocaram em prática o desejo de muitos amigos: abrir um bar na região onde cresceram. Junto de Bianca Gil, 40, o trio inaugurou, há pouco mais de um mês, o Nosso Território, bar a céu aberto que fica no número 100 da avenida do Forte, na zona norte de Porto Alegre. O foco do espaço é proporcionar um clima de boteco ao ar livre, com cerveja gelada, pastel e pagode ao vivo.
Matheus conta que a ideia de colocar o negócio na região surgiu a partir da vivência de Thiago, que nasceu e cresceu na Zona Norte. Amigos de infância, os dois frequentavam muitos espaços no bairro e sentiam que faltavam opções no formato que gostavam. “É um negócio que foi construído a seis mãos, o meu amigo de infância sempre morou na Zona Norte, próximo da Vila Ipiranga, e a gente sempre frequentou locais por lá em busca de pagode ao vivo. De um tempo para cá, começamos a pensar na ideia de ter um ambiente legal, com clima bacana, porque a gente sentia falta disso ali mais próximo”, conta Matheus, revelando que o start do negócio aconteceu quando surgiu o ponto. “Fomos elaborando a ideia até que veio a oportunidade do ponto onde era uma revenda de veículos. Conseguimos amarrar um contrato de locação bem vantajoso para a gente nos primeiros meses e corremos para conseguir abrir ainda no verão para pegar essa onda de saída de isolamento, que o pessoal está querendo desopilar, aproveitar cada vez mais cada momento de liberdade”, diz o empreendedor.
Operando desde dezembro, Matheus conta que a corrida para inaugurar no verão valeu a pena. “Tem sido muito positivo, bem aliado ao que planejamos, que era algo que faltava para a região. Claro que temos um círculo de amigos muito forte ali, mas vemos que tem uma boa quantidade de clientes que são pessoas que passam em frente, ou ouvem falar pela na vizinhança e chegam ali. Temos tido um feedback muito positivo”, comemora.
Com uma agenda de música ao vivo, o espaço conta com varal de luzinhas e paredes grafitadas, que, segundo Matheus, já viraram ponto de referência na redondeza. “A marca registrada é a parede grafitada, brincamos que é a parede mais querida da Zona Norte, o pessoal sempre tira fotos com o varalzinho de luzes e dá um efeito legal. Também é um ponto que nos diferencia na região”, acredita.
INSTAGRAM/REPRODUÇÃO/JC
Com capacidade para cerca de 100 pessoas, o espaço tem como carro-chefe no cardápio o pastel frito na hora e cerveja. “Eu arrisco dizer que é o melhor pastel da Zona Norte. É frito na hora, super saboroso. Mas temos petiscos bem de boteco, como batata frita, polenta, e drinks”, explica. Para quando as temperaturas mais baixas chegarem, o foco dos sócios será na transmissão de jogos no espaço coberto, que compreende 20 lugares. “Nossa ideia é passar jogos televisionados também como uma alternativa para o inverno. Como nosso espaço é aberto, sabemos que o inverno chega e precisamos de outras estratégias. Então a ideia é, na parte fechada, oferecer esse tipo de entretenimento para angariar público”, aposta.
Matheus conta que quem está no dia a dia da operação é Thiago, já que ele e Bianca seguem atuando em outras áreas de forma paralela ao negócio. Mesmo não estando presente na rotina do bar, ele diz que empreender tem sido uma experiência positiva e dá dicas para quem sonha em ter um negócio com amigos. “É bem gratificante estar em um negócio que possibilita o lazer das pessoas. Não é a minha atividade principal ainda, mas me trouxe muita satisfação trabalhar para as pessoas. É um desafio separar a amizade do negócio, mas tem sido muito bom. Sempre tivemos uma relação muito saudável e entendemos que somos maduros o suficiente para tocar isso”, celebra. O espaço funciona de terça-feira a domingo, das 18h à meia noite.
Isadora Jacoby

Isadora Jacoby - repórter do GeraçãoE

Receba matérias deste autor
Isadora Jacoby

Isadora Jacoby - repórter do GeraçãoE

Receba matérias deste autor

Deixe um comentário