Isadora Jacoby

Os ovos da Du Brownie são recheados e pesam mais de 1kg

Empreendedora aposta em ovos com base de Brownie para a Páscoa

Isadora Jacoby

Os ovos da Du Brownie são recheados e pesam mais de 1kg

Uma das datas mais fortes para empreendedores que têm no doce seu carro-chefe, a Páscoa exige criatividade para se destacar em meio às crescentes ofertas da produção artesanal e a concorrência do mercado tradicional. Foi pensando nisso que, na hora de escolher o que produziria para a data, Eduarda Oliveira, 25, apostou no brownie, item que dá nome ao seu negócio, para substituir o chocolate nos ovos de Páscoa. Assim, nasceram os ovos de colher da Du Brownie, que têm recheios como doce de leite e paçoca, Nutella e Oreo - todos com a base de brownie.

Ops! Este conteúdo é exclusivo para assinantes...

Uma das datas mais fortes para empreendedores que têm no doce seu carro-chefe, a Páscoa exige criatividade para se destacar em meio às crescentes ofertas da produção artesanal e a concorrência do mercado tradicional. Foi pensando nisso que, na hora de escolher o que produziria para a data, Eduarda Oliveira, 25, apostou no brownie, item que dá nome ao seu negócio, para substituir o chocolate nos ovos de Páscoa. Assim, nasceram os ovos de colher da Du Brownie, que têm recheios como doce de leite e paçoca, Nutella e Oreo - todos com a base de brownie.
A produção dos doces entrou na vida de Eduarda de forma despretensiosa, enquanto cursava Jornalismo. Durante uma viagem para o Rio de Janeiro, em 2015, provou pela primeira vez o quitute e se apaixonou. Na volta para casa, tentou reproduzir a receita que, mais tarde, viraria o seu negócio.
Com a necessidade de uma renda extra em um momento de dificuldade, Eduarda enxergou na receita uma possibilidade. "Bati o carro e precisava pagar os reparos. Ganhava R$ 300,00. Resolvi tentar fazer os brownies para vender na faculdade", lembra. A ajuda de uma amiga foi fundamental para que ela ampliasse o número de vendas e conseguisse consolidar o projeto como fonte de renda.
"Uma amiga que estudava Direito na Pucrs, me ajudou a começar a vender lá, porque o prédio tinha nove andares e muita gente. Fomos batendo de porta em porta. Às vezes, entrava em uma sala que tinha cinco pessoas e, se uma comprava, todas compravam. Outras vezes, entrava em uma sala com 40 pessoas e ninguém comprava. Então, aprendi que tinha que entrar em todas, porque a gente precisa mesmo é de uma pessoa que dê esse pontapé inicial para as outras comprarem, experimentarem. Levo para a vida como ensinamento, de como é importante a ação de uma pessoa apoiar o teu negócio", acredita a empreendedora.
Mesmo depois de formada e atuando no Jornalismo, ela nunca deixou a Du Brownie de lado. "Sou jornalista, minha aposta ainda é nessa carreira. Mas as pessoas no trabalho e na faculdade gostavam muito. Fiquei conhecida como a moça do brownie. Como não consegui parar de fazer porque as pessoas gostavam muito, resolvi me dedicar e fazer disso meu negócio paralelo. Não desisti da carreira de jornalista, mas tenho muito orgulho de ter criado a Du Brownie", conta.
Há três anos, durante a Páscoa, ela produz os ovos de colher com base de brownie. A ideia surgiu como uma alternativa para inserir seu produto principal, o brownie, em um novo item especial para a data.
"Queria criar um produto que tivesse um diferencial, não fosse só um ovo de Páscoa. A receita deu super certo e as pessoas gostaram muito", revela a empreendedora, que produz ovos nos sabores Nutella com leite ninho e Kinder, Oreo, Ouro Branco, morango, M&Ms e doce de leite com paçoca.
Os sabores são os mesmos dos brownies vendidos por Eduarda, com o objetivo de fidelizar a compra após a data. "Tento me ater aos sabores que já faço para que as pessoas tenham uma referência tanto na Páscoa quanto depois. Se comprou um ovo, ela sabe que depois encontra esse sabor no brownie", pontua. Os ovos da Du Brownie pesam mais de 1kg e custam de R$ 70,00 a R$ 85,00.
ARIANE ANDRADES/DU BROWNIE/DIVULGAÇÃO/JC
Moradora de Alvorada, na Região Metropolitana, Eduarda conta que seu público está majoritariamente em Porto Alegre. Por isso, durante a pandemia, ela faz entregas todas as sextas-feiras na Capital.
Apesar de produzir uma quantidade extra que fica disponível à pronta-entrega, os brownies devem ser encomendados antecipadamente pelo Instagram (@du.brownie), onde também estão disponíveis bolos feitos à base de brownie.
A comunicação nas redes sociais foi fundamental para manter a proximidade com o público durante esse período. Para ela, essa é uma das vantagens de ser uma marca pequena. "Nesse momento, as pessoas se identificam com o outro lado. Amo ser uma marca pequena e poder ter essa proximidade com os clientes. Tenho clientes muito fiéis e me orgulha muito saber que as pessoas gostam do meu trabalho", revela.
Com uma trajetória no empreendedorismo que nasceu a partir da necessidade de fazer uma renda extra, Eduarda acredita que os seis anos que está à frente da Du Brownie foram fundamentais para que ela conseguisse realizar suas metas. "Me orgulho muito do que criei, porque fiz com muito carinho e muito amor. É uma marca, um sonho que existe e que me ajudou a conquistar tantos feitos", orgulha-se a doceira e jornalista.
Isadora Jacoby

Isadora Jacoby - repórter do GeraçãoE

Receba matérias deste autor
Isadora Jacoby

Isadora Jacoby - repórter do GeraçãoE

Receba matérias deste autor

Deixe um comentário