Douglas Collares, Isadora Jacoby, Mauro Belo Schneider e Pamela Maidana

Lista é baseada na audiência gerada pelos cases em geracaoe.com

Os negócios que mais bombaram em 2020 - apesar de tudo

Douglas Collares, Isadora Jacoby, Mauro Belo Schneider e Pamela Maidana

Lista é baseada na audiência gerada pelos cases em geracaoe.com

O GeraçãoE apresenta os 10 negócios que ficaram no topo da audiência de nosso site em 2020. Esse ranking, que já é tradicional no ecossistema empreendedor do Rio Grande do Sul, ganha ainda mais relevância neste ano tão desafiador. As histórias das pessoas retratadas aqui mostram como é importante moldar um projeto que se adapte rápido às possíveis crises. Todos eles tiveram de superar as barreiras impostas pela Covid-19 e, mesmo assim, continuam acreditando em suas metas. Não nos reunimos para parabenizá-los e fazer a entrega dos certificados, mas fica o registro histórico de quem deve bombar ainda mais em 2021. Pois, se 2020 foi positivo, o futuro promete.

Ops! Este conteúdo é exclusivo para assinantes...

O GeraçãoE apresenta os 10 negócios que ficaram no topo da audiência de nosso site em 2020. Esse ranking, que já é tradicional no ecossistema empreendedor do Rio Grande do Sul, ganha ainda mais relevância neste ano tão desafiador. As histórias das pessoas retratadas aqui mostram como é importante moldar um projeto que se adapte rápido às possíveis crises. Todos eles tiveram de superar as barreiras impostas pela Covid-19 e, mesmo assim, continuam acreditando em suas metas. Não nos reunimos para parabenizá-los e fazer a entrega dos certificados, mas fica o registro histórico de quem deve bombar ainda mais em 2021. Pois, se 2020 foi positivo, o futuro promete.

Arcadea Pub (publicada em 31 de janeiro)

Janeiro começou com tudo para três amigos que se conheceram pelo amor em comum pelo mundo geek. Rafael Dias Borges, Piettro Kayser Boscardin e Alberto Sebben Neto abriram, na avenida General Neto, nº 440, em Porto Alegre, um pub com 15 fliperamas, o Arcadea. A novidade chamou atenção dos leitores do GeraçãoE, o que gerou grande audiência e impactou o negócio. "A entrevista foi ótima e muitas pessoas foram ao bar nos conhecer falando que nos viram no GE", diz Rafael. Embora um empreendimento desse tipo viva de aglomerações, o Arcadea conseguiu superar 2020. "Nos primeiros meses, começamos a implementar o delivery e, com a reabertura, soubemos nos reinventar. Fechamos o bar para eventos privados com círculo de amigos ou de familiares, com distanciamento social e muita segurança", descreve. Segundo ele, no entanto, o impacto da Covid foi imenso.
> Relembre a matéria clicando aqui

Me Poupe! (publicada 5 de agosto)

Nathalia Arcuri, CEO do Me Poupe!, um dos maiores canais de finanças do mundo no YouTube, participou de uma live promovida pelo GE no auge da pandemia do coronavírus, que depois virou matéria em nossas plataformas. Embora já tenha repercussão nacional, impactando mais de 21 milhões de pessoas por mês, ela sabe da importância da mídia. "Sempre ficamos muito felizes em participar de matérias no GeraçãoE, um veículo tão relevante no Rio Grande do Sul. Queremos, cada vez mais, levar educação financeira para o Brasil todo e esse espaço para falar com o público do sul do País é muito importante", entende ela. Neste ano, o Me Poupe! se comprometeu a apoiar as pessoas afetadas pela crise através do SOS Me Poupe!, com mais de 31 mil marcas já cadastradas. A equipe de Nath cresceu de 16 pessoas no começo do ano para quase 50.
> Relembre a matéria clicando aqui 

Restaurante Premium (publicado em 22 de maio)

No início da pandemia do coronavírus, quando os restaurantes ainda não sabiam como poderiam voltar a operar, o Premium, na avenida Borges de Medeiros, nº 2.145, em Porto Alegre, lançou um conjunto de adaptações em seu salão. Elas iam de separações de acrílico entre as mesas a dispensers de álcool em gel. Isso gerou repercussão nas redes do GeraçãoE, colocando o negócio como uma referência em meio a tanta incerteza. Segundo o administrador do local, Nelson Ramalho, a reportagem do GE foi muito importante para divulgar as ações tomadas visando a saúde e bem-estar de todos que estão no dia a dia do empreendimento. "Depois da matéria, muitas pessoas nos procuraram para parabenizar e também para conhecer o nosso restaurante. Ficamos muito felizes com toda a repercussão que teve", afirma ele.
> Relembre a matéria clicando aqui 

Mr. White (publicada em 13 de fevereiro)

A um mês do início da pandemia, a cafeteria Mr. White abriu as portas na rua Lima e Silva, nº 1.196, na Cidade Baixa, em Porto Alegre. Inspirado na série Breaking Bad, o local é decorado com itens que remetem à trama, como tubos de laboratório e elementos da tabela periódica. Bruno de Souza, à frente do projeto, conta que a matéria do GeraçãoE gerou retornos positivos ao negócio. "Outros veículos de comunicação acabaram vindo aqui também. Então, o boom de início teve muito a ver com a matéria. Foi muito importante", lembra. A chegada da pandemia, em março, fez o negócio antecipar projetos que, inicialmente, aconteceriam só a partir de 2021. "Aceleramos a liberação da área externa e entramos no delivery."
> Relembre a matéria clicando aqui 

Colocker (publicado em 13 de março)

A Colocker, startup de armários inteligentes, começou a operar em março e, mesmo no cenário de pandemia, cresceu cerca de 120%. "Por causa da Covid-19, tivemos que acelerar a solução de entregas de produtos. Em março, o locker era somente para serviços de lavanderia e novas modalidades estavam previstas para o fim deste ano", explica a empreendedora Aline Busch, ressaltando que a matéria do GeraçãoE rendeu clientes. "Pessoas de outros estados nos acharam porque assistiram o vídeo ou leram a matéria", conta Aline, que está expandindo a marca para Minas Gerais e São Paulo.
> Relembre a matéria clicando aqui

Cocodensado e Juro de dedinho (publicado em 8 de outubro)

A Cocodensado, que traz diversos sabores de leite condensado vegano, criada pela estudante gaúcha Paola Parmigiani, completou dois anos de atuação no mercado online. Recentemente, a jovem empreendedora, que sempre teve o sonho de adquirir a liberdade financeira, resolveu investir no ramo de doces sem lactose, fundando a marca Juro de dedinho. Hoje, com o cenário de pandemia, Paola vê a publicidade digital como fator preponderante para o crescimento dos negócios. "As pessoas passam mais tempo online e acabam sendo atingidas mais facilmente por anúncios e conteúdos que podem reverter em vendas." Para completar, a matéria do GE deu ainda mais visibilidade ao e-commerce, que já vinha em crescimento.
> Relembre a matéria clicando aqui

Xis família (publicado em 7 de outubro)

E se o tradicional xis gaúcho se tornasse um lanche tamanho família? Pensando nisso, Tatiane Campos, 38 anos, usou o momento de crise financeira agravado pela pandemia para arriscar em algo novo: o xis família. Com 30 centímetros de diâmetro, o lanche é vendido na Taty Lanches, estabelecimento localizado no bairro Nonoai, Zona Sul de Porto Alegre. Segundo a empreendedora, aparecer no GE ajudou a alavancar a empreitada. "Muitas portas foram abertas por causa da matéria no GE. Pessoas de vários lugares começaram a nos procurar. Sou totalmente grata por tudo", comenta.
> Relembre a matéria clicando aqui 

Super Pocket (publicada em 7 de fevereiro)

Em fevereiro, quando lançaram o conceito de lojas de conveniência automatizadas dentro de condomínios, em Porto Alegre, Michele Tolotti Rafaeli e Rogério Möller não tinham ideia do quão útil o negócio seria no ano em que a população estaria orientada a não sair de casa. A pandemia acabou impulsionando a proposta. "O rápido crescimento deve-se, certamente, à Covid-19. No início, falávamos em levar segurança aos nossos vizinhos pensando em violência. Hoje é seguro comprar na Super Pocket também pela saúde. Quem tem uma loja não precisa se arriscar em aglomerações em grandes redes de supermercados", chancela Michele.
> Relembre a matéria clicando aqui
 

Armazém Platz (publicada em 4 de novembro)

André de Oliveira e Anelise Welter conquistaram a vizinhança e os leitores do GE com o Armazém Platz, montado na sala da casa deles em Porto Alegre. Embora o resultado das vendas tenha sido favorável, André confessa que o casal levou um susto em março, quando a pandemia começou. "Pela característica do nosso negócio, não fomos negativamente impactados. Inclusive, acreditamos que muitos clientes novos nos procuraram em função da pandemia." A matéria do GE ajudou a dar um empurrão no empreendimento. "Tivemos várias pessoas, até mesmo aqui do bairro, que nos descobriram pelo jornal. Além disso, muitos clientes não conheciam a nossa história, não sabiam que o armazém é uma das salas da nossa casa. Eles chegavam nos dando parabéns pela coragem", lembra André.
> Relembre a matéria clicando aqui 

Os Implicantes (publicada em 24 de julho)

A cervejaria Implicantes teve um início de ano difícil. Por conta da pandemia, vários eventos que participariam foram cancelados. Além disso, ao lançar um financiamento coletivo para custear as despesas da empresa, os empreendedores receberam ataques racistas nas redes sociais. "As agressões surgiram em grupos de cervejeiros. Mas, ao mesmo tempo que foi ruim, recebemos bastante apoio", diz Diego Dias, um dos idealizadores do projeto. A meta do financiamento foi batida, eles estão vendendo mais cerveja que antes e fecharam novos contratos. Os Implicantes foram matéria no GE por duas vezes: uma em 2019 e outra em 2020. "Sair no GE foi muito positivo. Já havíamos dado uma outra entrevista, mas houve cortes nas nossas falas. Não deram tanta importância para a bandeira antirracista. E foi o contrário no GeraçãoE", celebra Diego.
> Relembre as duas matérias clicando aqui e aqui

Douglas Collares, Isadora Jacoby, Mauro Belo Schneider e Pamela Maidana 

Receba matérias deste autor

Douglas Collares, Isadora Jacoby, Mauro Belo Schneider e Pamela Maidana 

Receba matérias deste autor

Deixe um comentário