Fotos com Rodrigo Jacintho do Homens de Pizza para o GeraçãoE Fotos com Rodrigo Jacintho do Homens de Pizza para o GeraçãoE Foto: JOYCE ROCHA/ARQUIVO/JC

Eventos 'experience' começam a ganhar espaço entre empreendedores gaúchos

'De volta para o presente', uma realização dos Homens de Pizza, é uma das primeiras práticas locais

Muitos eventos gastronômicos realizados pelo Brasil parecem ter sido batizados com o mesmo sobrenome: experience. Se você ainda não escutou este termo, pode ter certeza que logo irá ouvir falar. A denominação veio para classificar experiências que unem desde um cardápio especial, apresentação e inovação nos pratos servidos, da entrada à sobremesa, passa pela decoração do local e também por estímulos que ultrapassem o de uma boa refeição. Isso inclui apresentações cênicas e musicais, por exemplo.  
O que importa, na verdade, é que o consumidor tenha uma experiência completamente diferente de um simples almoço ou jantar. Hoje, é mais comum que este tipo de ação seja feita por grandes empresas, com "bala na agulha" para oferecer uma vivência diferente de qualquer outra que o cliente já tenha passado. Entre os exemplos, está o Jurassic Safari Experience, que já esteve em Porto Alegre. 
Mas será que este tipo de novidade só está mesmo ao alcance dos grandes empreendedores? Os Homens de Pizza (HdP) querem mostrar que não. A empresa, especializada em pizzas artesanais, é uma das primeiras com raízes gaúchas a colocar o roteiro em prática, em uma proporção menor, mas não por isso com menos atrações.
"De volta para o presente", baseado na trilogia dos filmes "De volta para o futuro", é o tema da experiência que será oferecida ao público, com uma programação preparada para garantir uma vivência única. O mote, explica Rodrigo Jacintho, que é chef e proprietário da HdP, busca contemplar aquilo as pessoas precisaram deixar de fazer para se prevenir da Covid-19. "Há dois anos vivemos entre o passado e o futuro, tentando escapar de todos os horrores que a pandemia representou em seu auge", diz ele, ao destacar que este é o primeiro evento da HdP pós-pandemia. "Queremos voltar para aquele presente em que novamente a gente possa se reunir com as pessoas", afirma.
De acordo com o chef, tudo está sendo preparado para proporcionar uma vivência gastronômica, cultural e artística diferenciada. Tudo começa pelo horário: o evento começa às 16h30min do dia 30 de abril, na zona Sul de Porto Alegre, misturando o lanche da tarde com o jantar. Para o cardápio, Rodrigo Jacintho, que é cheff e proprietário da HdP, preparou sofisticada sequência livre de pizzas salgadas e doces, com massa artesanal. Quanto ao sabores, Jacintho faz segredo: "Em análise, afinal, o tempo ainda joga por nós, aliás, que mal há em manter um certo mistério?", brinca o chef.
Os Homens de Pizza: "De volta para o Presente"
O quê: Vivência gastronômica, cultural e artística com a tradicional e sofisticada Sequência Livre de Pizzas salgadas e doces dos HdP.
Quando: Dia 30 de Abril, a partir das 17 horas.
Onde: Casa Morales, paralelo 30, zona sul, Ipanema, quase beira do Guaíba
Contato da HdP: (51) 98115-8673
Programação:
  • Caminhada ao pôr do sol ou às brumas lacustres trapichianas (horário estimado - 17h50m)
  • Visitação aos e Conversa com os expositores do Brique de Ipanema presentes na Casa Morales ("sine hora")
  • Experiência Gastronômica ilimitada (tempo integral a partir das 19h)
  • Apresentação musical com Violeiro Só (na hora do pico da noite desde que antes das 22h)
  • Pocket show Pirotécnico (às 10 pras 10 no universo paralelo desconhecido mais próximo)
  • DJ Navarro e DJ BlacBox (em tempo intermitente, consciente e não invasivo)
  • Possíveis intervenções de imagens em projeções de natureza incerta com temática confidencial (a qualquer momento não revelado e sem duração definida)
Obs.: a Programação acima poderá variar devido às condições climáticas ou à sua falta de tempo para aproveitar as coisas boas da vida.
Ingressos disponíveis e valores (os valores não incluem as bebidas, que serão vendidas no local):
1º Lote
20 vagas individuais - 55,00
20 vagas casal - 95,00
Crianças e adolescentes
0 - 6 anos - isentos
7 - 10 - 20,00
11 - 13 - 25,00
12 - 15 - 30,00

Relatório de Inteligência do Sebrae apresenta dicas para oferecer uma boa experiência aos clientes

Quando a experiência é tão importante quanto a refeição
A alimentação é uma necessidade básica do ser humano, e sua principal função é nutrir. No entanto, com o passar dos anos, o ato de nutrir passou a ser substituído pelo ato de degustar, envolvendo o prazer, a satisfação e, consequentemente, mais sentidos além do próprio paladar. Com isso, muitos negócios do ramo alimentício, principalmente os de alimentação fora do lar, passaram a entender que o sabor da comida pode não ser mais o grande diferencial da empresa. É preciso pensar em outras estratégias e, até mesmo, outros tipos de elementos para proporcionar a melhor experiência ao cliente. Este Relatório de Inteligência apresenta aos micro e pequenos negócios o conceito de food experience, dá dicas de como implementá-lo nos estabelecimentos, mostra como o marketing influencia nisso e apresenta casos de sucesso do ramo.
Por dentro do conceito
O conceito de food experience abrange muito mais que o prato servido, pois engloba inúmeros outros aspectos, como o ambiente, o clima e as diversas sensações provocadas no cliente. Mesmo parecendo um pouco incoerente, nesses estabelecimentos a comida é importante, mas não necessariamente é o grande destaque, já que existem outros elementos que contribuem para a satisfação do consumidor.
Como aplicar
Para aplicar o conceito de food experience, é possível utilizar diversos tipos de estratégias, que
aguçam todos os cinco sentidos. Conheça algumas delas e avalie os benefícios que podem trazer.

Paladar - Paladar
De forma óbvia, a própria comida ativa o paladar. No entanto, para criar uma experiência única nesse
sentido, é necessário equilibrar os sabores, apresentar texturas agradáveis e complementares e oferecer
o alimento na temperatura ideal.
Outro ponto interessante para proporcionar uma incrível experiência ao paladar é utilizar ingredientes
locais e culturais, que possam remeter a alguma sensação passada, como a comida da infância ou o prato
que a avó costumava oferecer. Isso é chamado de confort food, que, como o próprio nome diz, transmite
conforto a quem come, por conta das memórias sensoriais e afetivas que cada um de nós possui.
 
Compartilhe
Seja o primeiro a comentar

Publicidade
Mostre seu Negócio