Sobre o Autor
Dulce Emidio Foto: /JEFFERSON BERNARDES/DIVULGAÇÃO/JC

Dulce Emidio

Coordenadora da CDI - Central de Diligências e administradora de empresas

Por que nem todas as parcerias vingam?

Dulce Emidio, Coordenadora da CDI - Central de Diligências e administradora de empresas

Cada vez são mais frequentes as parcerias entre pessoas ou empresas, permitindo agregar algo ao que já é ofertado ao mercado. Proporcionam uma expertise que interessa ao público-alvo, o aumento da capacidade produtiva ou o atendimento em um local distante.
Porém, essas parcerias nem sempre duram ou dão certo. Quando isso ocorre é porque faltaram alinhamentos essenciais entre os envolvidos. Em primeiro lugar, não existe êxito sem uma sintonia de propósito: quem está junto deve ter bem definido aonde quer chegar, e o destino não pode ser diferente. Sustentando a condução dos negócios e a tomada de decisões, estão os valores. Não precisam ser idênticos, mas, se destoam, tornam a relação insustentável. Exemplo: se uma parte prioriza a satisfação do cliente, a outra também deverá.
Um erro comum é o desnível na qualidade de entrega. Para quem contrata, seja qual for o número de profissionais ou empresas que o atendem, é como se fosse um só fornecedor. Se um falha, todos são prejudicados. Da mesma forma, é necessária coerência na comunicação: apesar da rede, cada parte continuará com seus trabalhos individuais, e os posicionamentos no mercado não podem se contrapor.
Outro elemento fundamental para o sucesso é o equilíbrio no envolvimento, com todos dedicando a mesma energia. Quando isso não ocorre, um se desenvolve mais do que o outro, perdendo o sentido da parceria. Por fim, procedimentos precisam ser criados e seguidos por todos, fazendo com que o cliente perceba a unidade ao ser atendido.
O domínio desses seis desafios é determinante para o sucesso e a continuidade da parceria. Proporciona aos profissionais da rede amplitude de crescimento, desenvolvimento, conhecimento e ganhos financeiros maiores do que o trabalho individual. E, por outro lado, oferece aos clientes unificação de expertises, capacidade produtiva e abrangência territorial em um único fornecedor, com atendimento uniforme, proximidade e satisfação. Ou como sintetiza a famosa expressão: uma relação ganha-ganha.
Compartilhe
Artigos relacionados
Comentários ( )
Deixe um comentário

Publicidade
Mostre seu Negócio