Sobre o Autor
Felipe Homem, Diretor da Escola Profissional Fundatec Foto: /Comunicação Fundatec/Divulgação/JC

Felipe Homem

Coordenador do curso Técnico em Administração da Fundatec

A educação 4.0 a nosso favor

O termo educação 4.0 surgiu com a quarta revolução industrial e faz referência à invasão da tecnologia ao mundo acadêmico. Vivemos em uma era onde máquinas - internet, computadores e robôs - executam papéis determinantes dentro das grandes empresas. Não podemos mais ignorar que essa tecnologia faz grande parte de nossas vidas profissionais e pessoais.
Sendo assim, está mais do que na hora de trazermos a educação 4.0 para dentro das salas de aula, especialmente no ensino técnico e superior. Potencializar o conhecimento e manter o interesse dos alunos são desafios solucionados com a aplicação deste novo modelo. Também podemos pensar de outra forma: se ao entrarem no mercado de trabalho alunos vão se deparar com a tecnologia no seu dia a dia, eles já devem estar preparados para usá-la como aliada de sua produtividade, certo? Pois nosso desafio hoje é usar a tecnologia a nosso favor, tanto no preparo do profissional, como na busca por bons resultados acadêmicos.
O futuro da educação está diretamente ligado ao conceito de aprender na prática, ou seja, fazendo. Acredito que a principal chave para essa mudança seja unir habilidades digitais com empreendedorismo. A criação de ambientes inovadores, favoráveis para o desenvolvimento de projetos que aproximem os alunos dessa nova realidade, espaços onde eles aprendam fazendo e testando possibilidades é uma demanda urgente. Com as ferramentas disponibilizadas através dos avanços tecnológicos, as salas de aulas se tornarão cada vez mais receptivas, garantindo maior eficiência. Desta forma, fomentamos tópicos importantes para o profissional do futuro, como a inovação, a resolução de problemas, a programação e a colaboração.
Assim, já estamos dando um passo à frente na busca por um ensino mais dinâmico e interativo e menos tradicional, que gere interesse do aluno e mais resultados às instituições de ensino. A sala de aula do futuro não é mais vertical, ela é horizontal. Lá existe uma troca de habilidades e cooperativismo mais fortes que a velha hierarquia convencional. E é fundamental que os profissionais da educação estejam vigilantes para conseguir acompanhar e incorporar as novas tecnologias no aprimoramento do processo de aprendizado. Assim, reforçamos os perfis técnicos mais procurados em grandes empresas e caminhamos em direção ao sucesso, sempre com qualidade, compromisso e velocidade.
Compartilhe
Artigos relacionados
Comentários ( )
Deixe um comentário

Publicidade
Mostre seu Negócio