Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Fertisystem é referência em inovação e sustentabilidade



Evandro Martins afirma que a empresa segue investindo em inovação buscando a transformação digital
CRÉDITO: Fertisystem/Divulgação/JC
Marcelo Beledeli
Filho de pequenos produtores rurais de Passo Fundo, o empresário Evandro Martins não apenas presenciou algumas das principais mudanças nos modos de produção agrícola no Brasil como foi também uma umas principais influências para expandir a adoção de tecnologias e práticas que vem contribuindo para aumentar a produtividade das lavouras e a fertilidade dos solos brasileiros. Diretor-geral e fundador do Fertisystem Group, o empreendedor ajudou a criar inovações adotadas por milhares de produtores rurais, as quais têm por base sua preocupação com a preservação ambiental.
Com 58 anos, Martins lembra que sua fascinação com máquinas agrícolas começou na infância, quando a família realizou a mecanização da propriedade rural nos anos 1970. Aos 18 anos, começou a trabalhar para uma empresa do setor em Passo Fundo, a Semeato, e nunca mais deixou essa atividade. "A Semeato foi minha escola, onde desenvolvemos várias tecnologias voltadas para solo e sementes, também tínhamos muito acesso a informações sobre terra, plantio direto e tecnologia", explica.
Após montar uma empresa que prestava serviço de assessoria para empresas fabricantes de máquinas e implementos, Martins fundou, em 2002, a Agromac, que iria revolucionar o mercado de dosadores de adubo, com um produto que transformou o método convencional de adubação, o FertiSystem Auto-Lub. "Esse equipamento concilia a precisão com a uniformidade do plantio, ou seja, a fonte certa, o local certo, a dose certa e a época certa para o plantio, além de garantir produtividade na lavoura", explica
Hoje, o equipamento é usado por mais de 95% dos fabricantes de máquinas e implementos agrícolas do Brasil e leva o nome da empresa a nível internacional. "Temos muitos clientes também na Europa, África e América Latina. Em 2015, lançamos o ITS 5000, que recebeu a patente europeia recentemente. Esse é um dosador de precisão para fertilizantes microgranulados, com doses de 15 a 80 kg/ha, que garante a uniformidade ao longo da linha de plantio", comenta o empreendedor.
Ele destaca que a Fertisystem, desde sua concepção, teve impacto significativo no uso racional de fertilizantes, em especial em aumento de produtividade. Martins destaca que lavouras de soja que usam os produtos da empresa chegam a alcançar potenciais produtivos de 150 a 180 sacas por hectares, enquanto a média brasileira está em 60 sacas/ha.
Segundo Martins, o agronegócio hoje atinge um nível tecnológico praticamente igual ao da medicina. "Hoje, a semente é um chip. E esse chip chega ao nosso prato. A gente come uma tecnologia que passa por um processo biológico. Nosso desafio é tornar esse chip algo que vai impactar na alimentação, fazendo a planta atingir um potencial produtivo cada vez maior em menos área, e proporcionar defesas contra pragas," destaca.
Para atingir esses avanços tecnológicos, a empresa segue investindo em inovação. Em agosto, foi inaugurado o Fertihub, célula de inovação implantada junto à IMED, em Passo Fundo. O objetivo é potencializar as ações existentes da corporação em uma jornada de preparação para a transformação cultural e digital da empresa.


Publicado em 09/09/2021.
Comentários CORRIGIR TEXTO