Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Eduardo Leite destaca importância do prêmio O Futuro da Terra conferido pelo JC



Leite, falando a partir do palácio Piratini, citou os ganhos gerados pela pesquisa científica
CRÉDITO: PATRÍCIA COMUNELLO /ESPECIAL/JC/
O governador gaúcho Eduardo Leite reconheceu a importância do Prêmio O Futuro da Terra, durante o evento realizado com transmissão ao vivo nesta quarta-feira (30), na Expointer Digital. Leite citou a relevância de promover a premiação e realizar o evento, mesmo em meio a restrições da pandemia. 
"Muito obrigado ao Jornal do Comércio por colocar em destaque a produção científica que gera ganhos para a agricultura e pecuária e, no final, para todos os gaúchos e gaúchas", frisou o governador, lembrando que a ciência está em alta devido à crise sanitária, e observando as entregas que a pesquisa já faz para elevar a produtividade no setor do agronegócio.
"Sabemos do valor da ciência há muito tempo para elevar a produtividade, agregar valor e tudo isso protegendo o meio ambiente, para que de forma sustentável possamos extrair o que as gerações de hoje e do futuro precisam", completou Leite, que participou ao vivo, através de videoconferência do Palácio Piratini. O Futuro da Terra é uma realização do Jornal do Comércio em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Rio Grande do Sul (Fapergs).
O diretor de Operações do Jornal do Comércio, Giovanni Tumelero, em seu discurso na abertura do evento, destacou a pesquisa como alavanca para o campo. "O Futuro da Terra, destaca e homenageia a cada ano, durante a Expointer, trabalhos dos pesquisadores gaúchos pela representatividade e relevância na melhoria das técnicas utilizadas no campo pelos produtores rurais. É importante destacar que esses trabalhos auxiliam em um fator decisivo para o agronegócio: o aumento da produtividade", concluiu.
O secretário estadual da Agricultura, Covatti Filho, que também estava presencialmente no evento realizado no parque, disse que é hora de valorizar a pesquisa e que "cada vez mais temos de fortalecer o setor e dar andamento a ações da Fapergs".    
O presidente da Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (Farsul), Gedeão Pereira, ainda citou o quanto é "chocante chegar ao Parque Assis Brasil e ver tudo vazio" por causa da pandemia e ressaltou a iniciativa do JC de não deixar de fazer a entrega do prêmio.
O presidente da Febrac, Leonardo Lamachia, citou o trabalho dos pesquisadores e a importância de promover a escolha e valorizar quem atua no desenvolvimento de inovações.
Presidente da Fapergs, Odir Dellagostin discursou após a participação dos premiados, que falaram sobre suas pesquisas em vídeo gravado exibido durante a transmissão do evento. “A pesquisa é o que nos prepara para o futuro. Vimos aqui, pesquisadores de laboratório e pessoas que levam esse conhecimento ao setor produtivo. Nós vimos o depoimento de pessoas que deram a vida e uma grande contribuição para que o conhecimento pudesse avançar e novas tecnologias pudessem ser desenvolvidas, e hoje nós tivéssemos esse nível de produtividade na agropecuária", ressaltou Dellagostin.


Publicado em 30/09/2020.
Comentários CORRIGIR TEXTO