Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Suspense e cuidados redobrados antecipam concurso leiteiro na Expointer



Janaína e Mateus, da granja Bazzotti, estreiam na feira e apostam no desempenho da vaca Vétia
CRÉDITO: LUIZA PRADO/JC
Patrícia Comunello
Um concurso cercado de suspense, cuidados redobrados e muita torcida. As vacas da raça holandesa que vão concorrer na competição de maior produção de leite na Expointer têm ainda outra vantagem: com a feira deste ano sem público, é menos estresse para os animais que podem melhorar a performance, apostam expositores.
Serão apenas oito concorrentes distribuídos entre as categorias de vaca jovem e adulta na edição deste ano, que chegaram nessa segunda-feira (28) e já estão se ambientando às acomodações no pavilhão de gado leiteiro. A raça é a única presente no setor, por isso as instalações estão praticamente vazias. O Concurso Leiteiro é promovido pela Associação dos Criadores de Gado Holandês do RS (Gadolando).
"Muitos expositores tradicionais resolveram não vir para não arriscar com a pandemia. Nas propriedades, eles estão isolados", diz o inspetor técnico da Gadolando, o zootecnista Yago Machado. Mas a presença na feira também é importante para pontuar no Exleite, ranking da associação que, devido à crise sanitária, terá o fechamento das pontuações na Expointer de 2021.    
Janaína Olivio, da Granja Bazzotti, situada em Ponte Preta, perto de Erechim, diz que a preparação para o concurso das duas vacas inscritas - Onca e Vétia - começou há 60 dias. "Cuidamos da nutrição, com silagem e ração, tudo bem reguladinho", detalha a proprietária.
As três ordenhas ao dia também foram intensificadas para que Onca e Vétia chegassem ao Parque Assis Brasil com o melhor desempenho possível. "Para ir bem, é importante também a qualidade de vida das duas e não estarem estressadas", reforça a agricultora. "É nossa primeira vez aqui, então a ansiedade é maior até com a gente". E quanto as duas competidoras produzem de leite? 
"Isso é segredo. Não posso contar", despista a jovem, que evita comentar para não antecipar expectativas ou alertar a concorrência. "O que a gente mais precisa é ter esperança, pois viemos de tão longe. Queremos mostrar que Ponte Preta também tem vacas boas", resume a jovem.
Minutos depois, em conversa com o marido de Janaína, Mateus Bazzotti, a reportagem descobriu a média de produção. "Elas estão produzindo em média 60 litros por dia. A expectativa é de fazer mais, vamos trabalhar em cima para conseguir ao máximo. Nos preparamos bem para fazer bonito. Vamos tentar", anima-se o produtor.    
No estande ao lado dos Bazzotti, o funcionário da Fazenda Santo Izidro, de Alegrete, Sivonei Rodrigues está confiante nas chances da vaca Goldchip, de cinco anos, que produz 76 litros por dia, assegura. "Ela veio em 2019 na Expointer e venceu na premiação de reservado de grande campeão da raça", conta Rodrigues.
{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2020/09/29/206x137/1_lp_290920___tang__3_-9151049.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5f735c0fce0f5', 'cd_midia':9151049, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2020/09/29/lp_290920___tang__3_-9151049.jpg', 'ds_midia': 'Expointer Digital 2020  Granja Tang  Na foto: Itamar Tang com vaca holandesa Roberta que já venceu concurso leiteiro na categoria jovem', 'ds_midia_credi': 'LUIZA PRADO/JC', 'ds_midia_titlo': 'Expointer Digital 2020  Granja Tang  Na foto: Itamar Tang com vaca holandesa Roberta que já venceu concurso leiteiro na categoria jovem', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '533', 'align': 'Left'}
Tang acredita que a vaca Roberta possa ganhar, mas diz que importante é 'fazer bonito'. Foto: Luiza Prado 
Itamar Tang, um dos donos da Granja Tang, de Farroupilha, aposta no passado de vencedora de uma das concorrentes. Tang Roberta, com 850 quilos, venceu o concurso leiteiro em 2018 na categoria jovem. Tang diz que agora ela vai concorrer entre as adultas. Categoria jovem é de dois e três anos, e acima disso é adulta.
"Hoje ela produz em torno de 70 litros por dia", informa Tang, que não sabe se a marca será suficiente para uma vitória, mas ele acredita que o importante é "fazer bonito". "Não é só ganhar, é fazer bem feito", diz. 
Sobre a ausência de público, um dos sócios da granja de Farroupilha admite que fica bem mais tranquilo sem o trânsito de visitantes, que ocorre em meio ao alojamento dos animais. "Não tem criança gritando ou adulto falando mais alto. Mas o publico é importante aqui", pondera.
O concurso prevê cinco ordenhas, começando às 6h desta quarta-feira (30) e finalizando às 14h de quinta-feira (1). Será uma ordenha a cada oito horas. Para o resultado final, são excluídas as duas maiores. "A gente sempre espera que a produção vencedora seja maior que a do ano anterior", diz o inspetor técnico. 
Na Expointer de 2019, a agropecuária Zatt, de Fabrício Zatt, de Colorado, venceu nas duas categorias. A vaca adulta somou 80,11 quilos de leite, e a jovem, 73,18. Os resultados são calculados em quilos, seguindo padrão de pesagem no tambo e em convenções internacionais. 


Publicado em 29/09/2020.
Comentários CORRIGIR TEXTO