Iniciativa do Sebrae está presente no Vale dos Sinos Iniciativa do Sebrae está presente no Vale dos Sinos Foto: /ANDERSON HUBER/ARQUIVO PESSOAL/DIVULGAÇÃO/JC

Sala do empreendedor é alternativa para abertura de micro e pequenas

Serviço disponibilizado pela prefeitura em parceira com o Sebrae visa facilitar os serviços de abertura de empresas.

Criada no final de 2009, a Sala do Empreendedor nasceu com a finalidade de facilitar o acesso dos empreendedores de pequeno porte aos serviços, conhecimento e estratégias necessários para a abertura de empresas.
A iniciativa integra o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), que presta capacitação aos servidores que atuam na Sala, além de cursos e palestras para os interessados. E está presente no Vale do Sinos.
Bia Rossi Dauber, gestora de atendimento regional do Sebrae no Vale do Sinos, Paranhana e Caí, relata que os cursos realizados desde 2016 através da Sala do Empreendedor contaram com a participação de cerca de 700 empreendedores até o momento.
As palestras são realizadas na prefeitura a cada 15 dias. São abordados assuntos relacionados ao Microempreendedor Individual (MEI).
De acordo com Rafael Souza, secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Turístico e Tecnológico de São Leopoldo, o serviço tem como principal foco aqueles que procuram iniciar como Microempreendedor Individual (MEI), que segundo o secretário é onde ocorre a maior demanda, por se tratar de pessoas que em geral estão desempregadas.
Mais informações podem ser obtidas nas prefeituras de cada cidade ou pelo site www.salasdoempreendedor.com.br.

A crise como impulso

De acordo com Rafael, um dos principais motivos para que se tenha um aumento no número de abertura de registro do MEI é a atual crise econômica brasileira. Segundo ele, aquelas pessoas que acabaram perdendo o emprego e já tinham uma atividade extra anteriormente, passou a tê-la de maneira principal. O secretário ainda ressalta que o maior aumento se deu na área de serviços.
Esse crescimento é convertido no aumento de empregos. De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), São Leopoldo foi a 43ª cidade brasileira no ranking de geração de empregos, sendo a segunda do Estado, ficando somente atrás de Gravataí.
Bia relata que as principais atitudes que alguém que pensa em abrir seu próprio negócio é "pesquisar sobre o mercado, conhecer seus potenciais clientes, analisar o ponto de venda e fazer um levantamento dos custos, para poder minimizar os riscos do negócio não dar certo".
Ela ainda lembra que, com a empresa em funcionamento, é fundamental que se faça a gestão dos recursos do negócio, a fim de que as questões financeiras não se tornem um problema ainda maior.
 Além dos cursos e palestras, junto à Sala do Empreendedor, o Sebrae realiza atividades em parceria com o setor de microcrédito, principalmente no sentido de levar conhecimento sobre gestão empresarial.
Essas ações são realizadas através de oficinas para empresários de pequenos negócios.
Compartilhe
Seja o primeiro a comentar

Publicidade
Mostre seu Negócio