Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 19 de abril de 2018.

Jornal do Comércio

Cultura

COMENTAR | CORRIGIR

acontece

Notícia da edição impressa de 20/04/2018. Alterada em 19/04 às 20h23min

Mostra que conta os primeiros registro imobiliários de Porto Alegre se encerra nesta sexta-feira

Reprodução de maquete da Praça da Matriz e planta de 1906 fazem parte de mostra

Reprodução de maquete da Praça da Matriz e planta de 1906 fazem parte de mostra


ANDIELLI SILVEIRA/CMPA/JC
Encerra-se hoje, na Câmara Municipal de Porto Alegre (Loureiro da Silva, 255), a visitação gratuita da exposição Propriedade, registro e caminhos, que conta a história do primeiro Registro de Imóveis de Porto Alegre - criado em 5 de julho de 1865. A mostra está montada no Salão Adel Carvalho, no 2º piso, das 8h às 18h. 
Compõem a exposição 12 painéis de textos e imagens, que retratam a criação da atividade dos registros no País, desde as Capitanias Hereditárias até o atual sistema. Alguns painéis têm nichos de acrílico, que exibem originais dos primeiros livros de registros, selos imperiais e documentos, como cartas de alforria de escravos. Outros trazem a reprodução de uma maquete com edifícios históricos localizados na Praça da Matriz, que revela mudanças ocorridas na área ao longo dos anos, e informações sobre os principais prédios.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia