Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 17 de abril de 2018.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Roberto Brenol Andrade

Palavra do Leitor

Notícia da edição impressa de 18/04/2018. Alterada em 17/04 às 21h45min

Déficits do Estado

O Jornal do Comércio publicou, na sua edição de 16/04/2018, interessante tabela que mostra a penúria financeira do Rio Grande do Sul. Mais do que isso, indicou que os déficits são sucessivos nos últimos oito anos, dos governos de Tarso Genro (PT) e José Ivo Sartori (PMDB). E a governadora Yeda Crusius (PSDB) fez um esforço com o seu programa de déficit zero, mas, assim mesmo, segundo li no jornal, entregou o governo com um saldo negativo. Esse é o Rio Grande... (Rogério Bernardes, Porto Alegre)
Trânsito
Os brasileiros, na última década, tiveram acesso a automóveis e motocicletas como jamais antes na história do País havia acontecido. Porém, muitos usam os veículos como uma arma, levando perigo para eles mesmos, os motoristas, e, mais ainda, para outros motoristas e pedestres. Portanto, as punições para crimes de trânsito devem aumentar. (Paulo de Tarso de Castro, Porto Alegre)
Trânsito II
Os motoboys fazem seu trabalho para receber algum dinheiro. Está tudo bem, mas o problema é a correria que eles fazem pelas ruas de Porto Alegre, ziguezagueando entre os automóveis. Os motoristas ficam apreensivos quando verificam que um motoboy está se aproximando, rapidamente, do seu carro. É que eles passam de "fininho", como se diz. Peço que os motoboys tenham mais cuidado. (Carlos Camboim)
Insegurança
Parente que mora no Rio de Janeiro esteve em Porto Alegre e ficou impressionado com a falta de policiamento ostensivo na cidade. Viu muitos poucos, quando viu, policiais militares nas ruas. Em bairros, como no Jardim Botânico, não viu nenhum. (Celso de Souza)
Aécio
A próxima eleição será para se escolher a facção criminosa da nossa preferência: traficantes ou milicianos? É que Aécio, Temer e Lula esperneiam do mesmo jeito. (Josias de Souza)
Convicção
Com relação à carta da deputada estadual Manuela d'Ávila (PCdoB), publicada nesta coluna Palavra do Leitor de 17/04/2018, a convicção dela de defender um condenado por corrupção (o ex-presidente Lula, PT), sob a alegação de "absurdo jurídico, defesa da Constituição e garantias e liberdade", não passa de distorção da verdade e ativismo de esquerda. O juiz Sérgio Moro agiu com toda a legalidade, e os que não reconhecem isso é porque querem defender interesses de suas ideologias e negar a verdadeira Justiça, que não admite impunidades que eram praticadas no Brasil até o advento da Lava Jato. (Rafael Alberti Cesa, Caxias do Sul/RS)
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia