Empreendedor está de férias para dividir seus conhecimentos em eventos que ocorrerão no Rio Grande do Sul Empreendedor está de férias para dividir seus conhecimentos em eventos que ocorrerão no Rio Grande do Sul Foto: MARCO QUINTANA/MARCO QUINTANA/JC

Brasileiro desenvolve projeto de agroflorestas na Holanda

Felipe ganhou ¤ 50 mil do governo europeu para abrir instituto

Felipe Villela, 24 anos, que nasceu em São Paulo mas se criou em Porto Alegre, quer "mudar a cara da agricultura no Brasil". Para isso, está estudando sobre agricultura sustentável na HAS University of Applied Science, na Holanda.
Seu principal interesse na área são as agroflorestas. Junto com três alemães e um holandês, Felipe conseguiu um investimento de € 50 mil do governo da Holanda para montar um instituto de pesquisa específico neste tema, em um hectare de terra. Na página Den Food Bosch, no Facebook, são postadas atualizações da iniciativa.
"A agrofloresta usa um método de produção de alimentos com árvores. Em vez de usar insumo de fora, ela cria seu próprio. Integra espécies de plantas que geram equilíbrio", descreve ele, dizendo que galhos e folhas são usados como fontes de nutrientes.
Felipe desenvolveu, ainda, o protótipo de um drone que mapeia a terra e envia as informações para o computador. A partir disso, cria-se um design para o arremesso de bombas de sementes de forma precisa.
O objetivo principal do estudante é unir três preocupações em seu trabalho: ambiental, social e geração de renda. O resultado é uma área mais produtiva com um solo mais rico. Quando terminar os estudos na Europa, daqui dois anos, Felipe voltará ao Brasil e oferecerá consultorias.
Atualmente, ele está de férias em Porto Alegre, onde participa de alguns eventos (um deles na matéria abaixo), e, nos próximos cinco meses, desenvolverá pesquisas na Bahia. O Brasil, segundo ele, explora os recursos naturais somente em prol do lucro.
"Teria que mudar a forma como a gente conduz isso", sugere. Caso contrário, "a economia irá quebrar", alerta.

Curso sobre o tema ocorre em Porto Alegre neste fim de semana

Se você se interessou pelo assunto de agroflorestas, saiba que ocorre, nos dias 29 e 30 de julho, em Porto Alegre, o curso Agrofloresta Sintrópica com foco em Horticultura. Embora as inscrições já estejam esgotadas, o idealizador, Mauro Weber Rosito, avisa que, no segundo semestre, ocorrerá outra edição.
O evento é uma porta de entrada para conhecer um tipo de agricultura que concilia os princípios da floresta com a produção de alimentos e tem como objetivo oferecer aos participantes noções sobre as bases teóricas da Agricultura Sintrópica. Também abrange atividades práticas de implantação e manejo com foco em horticultura.
O conteúdo inclui preparo do solo, adubação, sucessão vegetativa no espaço e tempo, plantio, desenvolvimento de consórcios de espécies vegetais, além do planejamento da unidade de produção como um organismo agroflorestal. O instrutor será Namastê Messerschimidt, agricultor e consultor agroflorestal, com atuação na área há mais de 15 anos, integrante da Simbiose Agroflorestal. A atividade ocorre no Sítio Arvor(e)Ser. Com aproximadamente um hectare, é um espaço de ecoalfabetização com produção de alimentos orgânicos certificados pela Rama e pelo IBD.
Compartilhe
Seja o primeiro a comentar

Artigos relacionados
Publicidade
Newsletter

HISTÓRIAS EMPREENDEDORAS PARA
VOCÊ SE INSPIRAR.

Receba no seu e-mail as notícias do GE!
Faça o seu cadastro.





Mostre seu Negócio