A diretora da Pequenas Empresas Grandes Negócios participou da Maratona Mude no início do mês Sandra Boccia, diretora da Pequenas Empresas Grandes Negócios, crédito AbicalçadosDivulgação Foto: ABICALÇADOS/DIVULGAÇÃO/JC

Sandra leva temática da mulher à PEGN

Diretora da Pequenas Empresas Grandes Negócios palestrou na Mude

Há oito anos como diretora da revista Pequenas Empresas Grandes Negócios (PEGN), Sandra Boccia participou recentemente da Maratona Mude, no Centro de Eventos do BarraShoppingSul, em Porto Alegre. Feminista, ela inclui a mulher em todas as esferas do produto da editora Globo. "Quando entrei na revista, a pessoa que substituí disse que não se colocava mulheres na capa, pois não vendia", disse. Sua fala, inclusive, foi dividia em três partes, e a terceira tratou do assunto. A ordem foi: (1) como as boas ideias de negócios chegam; (2) empreendedorismo no Brasil; e (3) empreendedorismo feminino. A seguir, fizemos duas perguntas a Sandra e separamos algumas falas da palestra.
GeraçãoE - Como é comandar um veículo que estimula o empreendedorismo?
Sandra Boccia - Fascinante. Uma marca que tem como matéria-prima o empreendedorismo e a inovação só pode ser igualmente empreendedora e inovadora. Hoje, PEGN é multiplataforma, tem audiências na revista, na televisão, na internet, nas redes sociais, em eventos, anuários, prêmios e vários projetos especiais que se constelam em torno da marca. Conquistamos mais de 3 milhões de fãs e seguidores nas redes sociais, e temos impacto, com relevância e credibilidade, em todo o Brasil.
GE - O que você destaca sobre a PEGN neste ano?
Sandra - O nosso projeto Encontre um Anjo, por exemplo, que está em seu quarto ano e que alcançou recorde de inscrições, com mais de 2 mil startups. Nele, aproximamos as pessoas com boas ideias de negócio de potenciais investidores. Lançamos também, com pioneirismo, o Prêmio Grandes Mulheres, em parceria com o Facebook. O nosso aplicativo de franquias, lançado em junho, é outro sucesso e já tem milhares de usuários. São apenas alguns exemplos de nossas conquistas - resultado de uma estratégia de engajamento e de um time apaixonado pelo que faz. PEGN tem 28 anos e se reinventa a cada dia.

O que ela disse na palestra

"Criatividade é renovável, mas exige exposição. As pessoas ficam fechadas nos escritórios e no mundo dos vidros"
"Empreendedorismo, antigamente, era uma segunda opção, para perdedores, para quem não estudou. Mudou completamente esse cenário"
"Se comparar com os outros traz muito mais dor do que alegria. Pratique o autoconhecimento. Compare você com você mesmo: 'se hoje estiver melhor que ontem, ótimo'"
"Não existe essa de roubar ideia. Ideia é de quem executa"
"A revista The Economist mostrou que é tanta gente abrindo empresas que não tem mais opções de nomes. Será que é o caso de empreender? Sou uma entusiasta sobre empreender, mas trabalhar numa empresa também é legal e você pode ser um intraempreendedor"
Compartilhe
Artigos relacionados
Comentários ( )
Deixe um comentário

Publicidade
Newsletter

HISTÓRIAS EMPREENDEDORAS PARA
VOCÊ SE INSPIRAR.

Receba no seu e-mail as notícias do GE!
Faça o seu cadastro.





Mostre seu Negócio