Sabrina Jungbluth vende as peças por a partir de R$ 60,00 no site Sabrina Jungbluth vende as peças por a partir de R$ 60,00 no site Foto: NIÁGARA BRAGA /ESPECIAL/JC

Aprenda a fazer: Esculturas de gesso decoradas

A peça colorida é uma ótima opção para dar vida e alegria aos ambientes

As esculturas em gesso personalizadas estão em alta nas feiras e exposições de artesanato. Sabrina Jungbluth, que realiza este trabalho há apenas seis meses, recebe encomendas até de outros Estados, através de sua loja on-line. “Apesar de poder usar esculturas religiosas, é uma peça de decoração, que com o colorido pode dar vida e alegria aos ambientes”, explica a artesã.
Cada unidade é vendida no site por cerca de R$ 60,00, porém, para venda direta, Sabrina explica que consegue fazer um preço mais baixo. “Não há custo de taxas, e às vezes nem de transporte. Então, dá para vender por menos”, justifica. Mas, ainda assim, o trabalho é lucrativo pois calcula-se em média R$ 18,00 a produção de cada unidade, variando o valor da peça de gesso.
Tutorial detalhado
O que precisa:
- Escultura de gesso (melhor comprar em lojas de artesanato, e não pela internet, pois como é pesado o frete não vale a pena);
- Lixa 220 de gramatura (compra em lojas de construção);
- 1 pincel grande (para limpar o pó após lixar);
- 1 pincel comum macio (não importa o tamanho);
- 1 pincel chanfrado (para pintar os detalhes e cantos);
- Tinta acrílica (a tinta PVA é mais barata, porém é preciso passar mais mãos de tinta, pois a cobertura não é tão boa);
- Verniz (pode ser fosco ou com brilho, no vídeo usamos fosco);
- Pasta metálica;
- Flores coloridas de tecido (pode utilizar outros enfeites que preferir);
- Papel camurça;
- Cola adesiva;
- Cola branca;
- Tesoura;
Como fazer:
- As peças de gesso às vezes vem com um acabamento ruim, áspero. Então, lixe as partes em que você acha que precisa de acabamento liso, para que fique melhor para pintar e esteticamente mais bonita;
- Após lixar, limpe a peça com o pincel grande, de forma a tirar o pó que sobrou;
- Comece a pintar de baixo para cima, pois é mais fácil para segurar a peça. Em algumas partes, é preciso dar “batidinhas” de tinta com o pincel, para que o gesso absorva bem a solução colorida.
- Com o pincel chanfrado, pinte os cantos e detalhes da peça, de forma que não fiquem espaços em branco. Deixe secar e aplique o verniz, também de cima para baixo e atentando aos detalhes. Deixe secar.
- Recorte algumas flores coloridas, de forma que fique apenas as pétalas e as folhas. Cole, com cola adesiva, na base da imagem. É possível utilizar outros acessórios para decorar, conforme a criatividade de cada um.
- Contorne a base da escultura no papel camurça, recorte e cole o papel embaixo. Porém, de forma que o papel fique um pouco menor que a circunferência da base. O papel camurça serve para que a peça não arranhe os móveis.
- Coloque um pouco de pasta metálica na ponta do dedo e aplique na escultura, de forma que fique um detalhe sutil. E está pronto!

A necessidade de externar a criatividade se tornou negócio

Sabrina Jungbluth enxerga o artesanato como uma empresa Sabrina Jungbluth vende as peças por a partir de R$ 60,00 no site Foto: NIÁGARA BRAGA /ESPECIAL/JC
Sabrina Jungbluth, 45 anos, é formada em Administração e Marketing, e maior parte de sua trajetória profissional sendo frente de atendimento de grandes empresas. Porém, ainda na faculdade teve contato com design gráfico, e conheceu seu potencial criativo: “Sempre gostei de criar, desde logotipo até reforma de móveis na minha casa”, conta.
Na primeira tentativa, de unir suas tendências ao trabalho, após perder o emprego em 2013, Sabrina começou a fazer objetos decorativos para vender, como quadros temáticos de filmes, almofadas e canecas (em que ela mesma criava as estampas). Porém, como não estava sendo tão lucrativo, aceitou nova oferta de emprego, onde ficou até o final de 2015. “Eu estava descontente, sentindo falta de algo que me realizasse mais, em que eu pudesse colocar minha vontade de criar”.
Então, no começo deste ano tomou coragem, largou o emprego e criou o próprio negócio. “Agora eu trabalho em casa, fazendo trabalho manual. É uma terapia para mim, eu me realizo”, confessa a artesã. Em decorrência de sua trajetória, Sabrina lida com seu trabalho como uma empresa, e desta forma, também estabelece metas e prazos. Em um ano pretende “sentir o mercado” para saber se a técnica escolhida foi uma boa opção, do contrário irá buscar outras alternativas.
O investimento inicial de R$ 1.000,00 pesou no bolso, porém, foi necessário: “Quem entende como um negócio e quer viver disso, precisa investir, e entender que alguns materiais não são baratos, porém vão durar muito tempo, como os pinceis”, explica. Seu foco principal são vendas através da loja virtual Sabri Decor– que já distribuiu peças para outros estados, porém pretende também criar um canal de dicas de artesanato.
Compartilhe
Comentários ( 2 )
  1. Antonio

    Boa noite, O titulo não está errado? Acho que seria: APRENDA A PINTAR E DECORAR ESCULTAR EM GESSO. e não A FAZER ESCULTURA DE GESSO até porque a escultura temos que comprar em gesso cru

  2. jussara alves

    gostaria de saber onde tem fabricante de peas de gesso cru em so paulo.

Publicidade
Mostre seu Negócio