A portuguesa Inês (no meio, de branco) com a equipe da Ludific Plataformas Inteligentes, incubada na Pucrs A portuguesa Inês (no meio, de branco) com a equipe da Ludific Plataformas Inteligentes, incubada na Pucrs Foto: Arquivo pessoal/DIVULGAÇÃO/JC

Como virar um empreendedor global?

Aiesec envia e recebe jovens interessados em desenvolver liderança para os negócios

A estudante portuguesa Inês Azevedo, 25 anos, está no Brasil para estagiar por três meses na Ludific Plataformas Inteligentes - startup incubada na Raiar, da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (Pucrs) - pelo programa Empreendedor Global, da Aiesec. A iniciativa funciona como uma ponte entre estudantes interessados em ter uma experiência profissional estrangeira e startups a fim de receber talentos de uma cultura diferente. O objetivo é que a pessoa adquira o know how necessário para abrir o seu próprio negócio.
Formada em Comunicação e cursando mestrado em Marketing no Instituto Português de Administração de Marketing (Ipam), entre Nicarágua, Espírito Santo e Porto Alegre, Inês decidiu se aventurar na capital gaúcha pela rapidez do processo e identificação com a Ludific - uma startup de soluções de educação e aprendizagem em ambiente virtual.
Guilherme Silveira, diretor do programa na Aiesec Porto Alegre, conta que o perfil dos membros da organização se conecta muito com o mundo empreendedor. A estimativa é de que sejam enviadas 50 pessoas da Capital pelo Empreendedor Global em 2016.
Desde fevereiro no Brasil, Inês sente que aqui há mais oportunidades para os jovens. "Neste momento, para os jovens em Portugal, não está bom, não tem emprego. As empresas querem os trabalhadores que têm experiência, está muito complicado para nós, iniciantes", assume ela. Portugal tem cerca de 10,46 milhões de habitantes, quase o equivalente ao total do Rio Grande do Sul.
Trabalhando nas ações de marketing da Ludific, a missão da mestranda é colocar em prática tudo o que tem aprendido na teoria. "É a primeira vez que estou tendo contato com o marketing propriamente dito. Agora, o desafio é ver se a teoria que aprendi funciona. É muito desafiador", complementa.
Para participar da seleção, o candidato precisa ter entre 18 e 30 anos, ser estudante universitário - seja de graduação, mestrado ou doutorado - ou estar formado há dois anos. Além disso, pede-se experiência na área pretendida e interesse em empreendedorismo.
"O que a gente diz para todas as pessoas que buscam este intercâmbio é que venham com a cabeça muito aberta", avisa Silveira. Ele afirma que muitos vão à procura de vagas muito específicas, em países mais atrativos, e que nem sempre essas vagas são as melhores. "Temos o caso de uma menina brasileira que está na Ucrânia, superfeliz, já desenvolvendo um projeto para que a startup em que ela está trabalhando venha para o Brasil", conta.
O foco do programa é em candidatos das áreas da Comunicação, Tecnologia da Informação, Administração, Design, Economia e Relações Internacionais. Os países que mais recebem estudantes pelo programa Empreendedor Global são os do Leste europeu, Ucrânia, Romênia, Peru, México e Colômbia. É requerido inglês ou espanhol intermediários.
"Aconselho a experiência vivamente aos jovens que tenham essa possibilidade. É muito importante, não só em termos profissionais, mas em nível pessoal. Sair da zona de conforto, ir para lugares que tu não conheces, com pessoas desconhecidas, se virar e tomar decisões. Eu, neste mês e pouco, sinto que já cresci muito", afirma Inês.
O estágio é feito de forma voluntária, e a organização disponibiliza hospedagem e transporte. Antes e depois de viajar, o candidato preenche uma pesquisa do modelo de desenvolvimento de liderança da Aiesec. "A gente quer garantir que a pessoa esteja desenvolvendo a liderança que ela pretende", sustenta Silveira.

Você sabia?

A Aiesec é uma Organização jovem sem FINS LUCRATIVOS que visa ao desenvolvimento de liderança, através de programas de membresia e de intercâmbios sociais e corporativos, com duração de até um ano e meio. Está presente em 120 países.

Passo a passo para ingressar no programa Empreendedor Global da Aiesec

  1. Inscreva-se no site http://aiesec.org.br/
  2. Em seguida, ocorre a apresentação do programa, de forma presencial. Acontece aos sábados, às 11h, na escola de Administração da Ufrgs, onde fica o escritório da organização. Lá, você preenche um formulário de preferências de viagem e apresenta seu currículo. A partir daí, você está sujeito à seleção.
  3. MATCH: O caráter de seleção é estar nas condições de "casar" com as vagas disponíveis. Se for aprovado, o candidato passa a conhecer o sistema de vagas e se cadastra para iniciar a busca.
  4. Ao achar vagas de interesse - pode-se aplicar a mais de uma por vez -, são feitas entrevistas de emprego por Skype, que geralmente são em inglês.
  5. Se a empresa recruta você, é preciso assinar o contrato e pagar uma taxa de R$ 1.700,00.
  6. Depois, é só agilizar visto, comprar as passagens e participar da preparação cultural que a Aiesec faz antes da viagem.
Compartilhe
Artigos relacionados
Comentários ( )
Deixe um comentário

Publicidade
Newsletter

Receba no seu email todas as notícias sobre empreendedorismo. Cadastre-se:





Mostre seu Negócio
Redes Sociais