Giovanna Sommariva

Marca começou apostando em vídeo games, mas hoje conta com catálogo diverso

Customização de objetos como negócio

Giovanna Sommariva

Marca começou apostando em vídeo games, mas hoje conta com catálogo diverso

A vontade de possuir itens personalizados, aliado ao espírito empreendedor de Alcion Barbosa, 33 anos, fez com que o estudante de Direito abrisse a própria empresa de customização, a SkinsBr (@skinsbr.br). Até o ano passado, Alcion ainda trabalhava em uma produtora de eventos com os seus pais, mas, com o início da pandemia da Covid-19, o negócio teve de fechar as portas. Casado e à espera da sua primeira filha, a única opção era fazer a sua empresa dar certo. "O negócio da família, que eu trabalhei a vida toda, quebrou. Eu tinha que fazer alguma coisa. Decidi correr esse risco e ir atrás do meu sonho", admite.

Ops! Este conteúdo é exclusivo para assinantes...

A vontade de possuir itens personalizados, aliado ao espírito empreendedor de Alcion Barbosa, 33 anos, fez com que o estudante de Direito abrisse a própria empresa de customização, a SkinsBr (@skinsbr.br). Até o ano passado, Alcion ainda trabalhava em uma produtora de eventos com os seus pais, mas, com o início da pandemia da Covid-19, o negócio teve de fechar as portas. Casado e à espera da sua primeira filha, a única opção era fazer a sua empresa dar certo. "O negócio da família, que eu trabalhei a vida toda, quebrou. Eu tinha que fazer alguma coisa. Decidi correr esse risco e ir atrás do meu sonho", admite.
O empreendedor conta que, desde os sete anos de idade, gostava de personalizar todo o seu quarto. "Meu primeiro vídeo game era repleto de figurinhas, assim como a janela do meu quarto e meus skates. Eu colocava adesivos em tudo. Digo que sempre gostei de customização, não é atoa que eu tenho vários piercings e tatuagens. Assim como o meu trabalho, sou completamente customizado", brinca.
O projeto, que tomou maiores proporções recentemente, teve seu início em 2015, quando Alcion estava em busca de uma skin (camada adesiva) para o seu vídeo game, mas não se agradava com nada que encontrava no mercado da época.
"Decidi pegar uma imagem do Google e pedi para o meu amigo que trabalhava com adesivos me ajudar. Ficou muito legal, tirei uma foto e postei no meu Facebook. Logo comecei a receber muitas mensagens e pedidos de encomendas. As demandas foram crescendo com o tempo, foi um processo muito natural, fui expandindo conforme meu público crescia", explica. Hoje, com quase 25 mil seguidores no Instagram, a marca possui clientes em uma parte significativa do País, atua com quatro licenciadas e atende pedidos de outros países, como Estados Unidos, Itália e Nova Zelândia.
"Já atendi celebridades, artistas e personalidades famosas, tanto do Rio Grande do Sul como do País todo. Dentro do mercado de games, a nossa marca está bem estabelecida, faz com que eu tenha ainda mais vontade de crescer", afirma.
Apesar de contar com dois parceiros para a impressão das artes e uma equipe de vendas, toda a elaboração, criação e recortes dos trabalhos é feita pelo empreendedor. "Justamente por buscar ser algo diferenciado no mercado, eu me envolvo pessoalmente com cada pedido, faço tudo com muito carinho e dedicação. É como se fosse para mim mesmo. Inclusive, a maioria dos meus clientes me passa o tema e deixam a arte à minha escolha porque confiam muito no meu trabalho", explica.
Giovanna Sommariva

Giovanna Sommariva - estagiária do GeraçãoE

Receba matérias deste autor
Giovanna Sommariva

Giovanna Sommariva - estagiária do GeraçãoE

Receba matérias deste autor

Deixe um comentário