Victória Paz

Os pratos individuais podem ser esquentadas em banho-maria ou no micro-ondas

Embalagem a vácuo é aposta para marca de alimentos saudáveis de Porto Alegre

Victória Paz

Os pratos individuais podem ser esquentadas em banho-maria ou no micro-ondas

Foi na cozinha de casa, de 2m², que Tamires Borges idealizou o sonho de abrir, em 2016, A Quentinha, empresa de comidas caseiras. A ideia se concretizou quando a empreendedora resolveu abrir mão da sua clínica de Fisioterapia e passou a vender refeições. "Sempre gostei de cozinhar, então decidi fazer uma pós-graduação em Gastronomia. Ao pesquisar as opiniões das pessoas, percebi um déficit no mercado: os tipos de comidas disponíveis em aplicativos. Geralmente, as opções são limitadas aos lanches e muita gente reclamava disso", conta Tamires.

Ops! Este conteúdo é exclusivo para assinantes...

Foi na cozinha de casa, de 2m², que Tamires Borges idealizou o sonho de abrir, em 2016, A Quentinha, empresa de comidas caseiras. A ideia se concretizou quando a empreendedora resolveu abrir mão da sua clínica de Fisioterapia e passou a vender refeições. "Sempre gostei de cozinhar, então decidi fazer uma pós-graduação em Gastronomia. Ao pesquisar as opiniões das pessoas, percebi um déficit no mercado: os tipos de comidas disponíveis em aplicativos. Geralmente, as opções são limitadas aos lanches e muita gente reclamava disso", conta Tamires.
A demanda do negócio consistia no prato do dia. "Na época, eu não tinha onde armazenar as comidas, então eu produzia de manhã e ao meio dia fazia as entregas", conta a empreendedora. Depois, surgiu procura pelos congelados e, em 2017, Tamires inaugurou seu primeiro espaço industrial com refeição no local.
Durante a pandemia, o espaço físico, na avenida América, nº 308, no bairro Floresta, teve de fechar e atender pedidos apenas por entrega. "Fiz alguns testes e conheci colegas que trabalhavam com a máquina a vácuo. A Linha Comfort de marmitas embaladas a vácuo foi a saída que encontramos para superar a pandemia", expõe Tamires, afirmando que a maior diferença que sentiu em relação à marmita comum foi na carne, que agora é suculenta, como se tivesse acabado de sair do forno.
A QUENTINHA/REPRODUÇÃO/JC
As quentinhas podem ser esquentadas em banho-maria ou no micro-ondas. Os pratos são individuais, contendo a linha da proteína, de guarnições e molhos. Os preços variam entre R$ 5,90 e R$ 42,90. Pedidos podem ser feitos através do WhatsApp, divulgado no Instagram (@a.quentinha). "Voltamos a vender a salada no pote, novidade disponível apenas na primavera e no verão. É uma opção fresca para estes dias quentes", anuncia. Também há opção vegana, com proteína vegetal.
As iguarias veganas partem da preocupação de inclusão e meio ambiente que Tamires zela. "Tenho muitas clientes que amamentam e os filhos tiveram alergia ao leite. Comecei a cozinhar pensando na dieta alimentar dessas mães", admite.
A empatia da fisioterapeuta proporcionou resultados e, agora que é mãe, ela percebe os ajustes que teve que fazer enquanto empreendedora. "Existe muito cansaço e resiliência", resume.
Quantinha/Divulgação/JC
Victória Paz

Victória Paz - estagiária do GeraçãoE

Receba matérias deste autor
Victória Paz

Victória Paz - estagiária do GeraçãoE

Receba matérias deste autor

Deixe um comentário