Em cada parada, uma penca de histórias, lembranças e expectativas para o futuro

Preciosidades do interior


Em cada parada, uma penca de histórias, lembranças e expectativas para o futuro

Para produzirmos a matéria de capa desta edição, fomos a Riozinho, no interior do Rio Grande do Sul. No trecho entre Porto Alegre e nosso destino, vimos uma série de paisagens carimbadas com personalidade empreendedora.

Ops! Este conteúdo é exclusivo para assinantes...

Para produzirmos a matéria de capa desta edição, fomos a Riozinho, no interior do Rio Grande do Sul. No trecho entre Porto Alegre e nosso destino, vimos uma série de paisagens carimbadas com personalidade empreendedora.
Logo no início da viagem, em Gravataí, me chamou atenção a quantidade de empresas de construção de casas pré-moldadas na ERS-020. Quem é da cidade, com certeza, está acostumado com o hub que se formou na estrada. Para mim, que sou da Capital, fiquei surpreso com a variedade de ofertas de empresas focadas em casas de madeira e de alvenaria, assim com as que vendem pias, pisos e toda estrutura necessária para montar uma residência.
Já mais perto da parada final, começavam a aparecer os campos de rodeio. Fiquei imaginando a quantidade de empreendedores que esses eventos devem envolver. Fornecedores de alimentos, bebidas, vestuário.
Enfim em Riozinho, desvendamos uma das maiores indústrias de chá do Estado (veja na página 4). Em cada parada, uma penca de histórias, lembranças e expectativas para o futuro.
Que alegria poder registrar tudo isso no jornal. Seguimos juntos. #bora

Deixe um comentário