Mauro Belo Schneider

Marca aposta no conceito Prime para nova operação no bairro Moinhos de Vento

'A loja física necessita ampliar o seu papel'

Mauro Belo Schneider

Marca aposta no conceito Prime para nova operação no bairro Moinhos de Vento

As Óticas Diniz inauguraram, em maio, uma nova unidade no bairro Moinhos de Vento, em Porto Alegre, na rua 24 de Outubro, n°503. Em um período em que há tantos negócios fechando, sempre chama atenção quem trilha o caminho inverso. A loja é caracterizada como Diniz Prime, o que significa uma operação conceito, que reúne tecnologia, moda, saúde visual e beleza.

Ops! Este conteúdo é exclusivo para assinantes...

As Óticas Diniz inauguraram, em maio, uma nova unidade no bairro Moinhos de Vento, em Porto Alegre, na rua 24 de Outubro, n°503. Em um período em que há tantos negócios fechando, sempre chama atenção quem trilha o caminho inverso. A loja é caracterizada como Diniz Prime, o que significa uma operação conceito, que reúne tecnologia, moda, saúde visual e beleza.
Com investimento de R$ 750 mil, a estrutura de 150m² é a sexta do tipo no Brasil e apresenta um mix diversificado de produtos de marcas e grifes. Além disso, oferece desde manobrista a um bar para consumo no local. A empreendedora Rita de Cássia Lisboa é o nome à frente desta e de outras 17 lojas em Porto Alegre e na Região Metropolitana.
Nesta entrevista, ela explica o motivo de encarar as incertezas.
No mercado desde 1992, as Óticas Diniz contam com mais de 1 mil unidades em todo o País. Desde 2008 em Porto Alegre, as Óticas Diniz registram um lucro estimado de 15% a 20%. E é isso que motiva Rita a investir num momento tão desafiador da economia brasileira. "Empreender em uma marca forte, consolidada, estruturada e reconhecida no mercado, diminui os riscos de investimentos. Nossa experiência aponta que o prazo de retorno do empreendimento é de 12 a 18 meses", explica.
Até por isso, segundo ela, hoje, as Óticas Diniz estão posicionadas entre as 50 maiores franquias do Brasil, conforme o ranking da Associação Brasileira de Franchising (ABF). Além disso, a marca detém, atualmente, o prêmio Melhores Franquias do Brasil, da PEGN/Serasa Experian-2019, e o Prêmio Reclame Aqui, como Melhor atendimento na categoria Óticas, joalheria e relógios. Confira a conversa:
GeraçãoE - O que lhe motivou a abrir um negócio em meio à pandemia?
Rita de Cássia Lisboa - A realização de um sonho aliado à oportunidade foi o fator decisivo para a implantação da unidade no bairro Moinhos de Vento, mas em uma nova era existem novas regras, novas formas de lidar com os negócios e novas formas de atrair pessoas. Em todo cenário de crise, temos um panorama no qual ações estratégicas precisam ser tomadas para que possamos superar o período de baixa. Nossa maior motivação é a aposta no novo e moderno conceito visual. A nova loja conta com grifes e marcas exclusivas em seu portfólio focado em oferecer comodidade e conforto em um ambiente moderno e sofisticado.
GE - Como é a nova loja?
Rita - Apresenta um layout mais fluído, com formas suaves inspiradas nas lentes arredondadas, grafismo contemporâneo e tons complementares à logomarca da rede.
GE - Qual a estratégia por trás do conceito Prime? Como está esse nicho?
Rita - Entendemos que, no mundo moderno, o consumidor é atraído cada vez mais por novas experiências. Com isso, esperamos atender literalmente as expectativas de um público seleto e exigente, a fim de estabelecer uma nova régua de relacionamento, oferecer produtos exclusivos de marcas conceituadas e fidelizá-los através da excelência e qualidade dos nossos serviços.
GE - Qual a sua história com a Diniz?
Rita - Estou na empresa desde 1997. Iniciei como gerente de vendas em São Luís, no Maranhão, na inauguração da sétima loja da rede. Estou em Porto Alegre desde 2008 e essa é a 18ª loja na região que abrange a Capital e a Região Metropolitana.
GE - Qual a grande lição de empreendedorismo da marca?
Rita - O maior diferencial competitivo desta marca é o foco nas pessoas. Todos os franqueados da rede são ex-colaboradores. Entram na empresa nos mais variados departamentos, se desenvolvem, se qualificam e têm a oportunidade de serem diretores da rede.
Rita - Como a Diniz se adaptou a esse período em que aumentou o consumo online?
Rita - A digitalização do varejo já vinha acontecendo há alguns anos, mas a pandemia do coronavírus desencadeou uma aceleração dramática e, como a Diniz sempre foi uma Ótica de muito contato humano, a estratégia foi acelerar a digitalização ao criar um canal de vendas que nos ajudasse a manter os negócios. Este processo nos antenou e com muita resiliência viramos Tech. Fizemos capacitação EAD na Universidade Diniz para estarmos preparados para a prestação deste serviço remoto e contratamos novos parceiros focados em tecnologia. Ainda foi criado um canal de vendas (DinizApp), uma loja virtual no Mercado Livre e uma nova gestão através da análise de dados.
GE - O que considera que continuará levando pessoas aos pontos de venda?
Rita - A pandemia mudou a logística das lojas físicas e o comportamento dos consumidores. Ressalto que a loja física necessita ampliar o seu papel. Mesmo diante de um futuro imprevisível. O ressignificado das lojas físicas está totalmente ligado a novas experiências, um espaço para aprender e realizar novas conexões, além de incorporar uma série de tecnologias, digitalizando processos e aumentando sua eficiência operacional.
Mauro Belo Schneider

Mauro Belo Schneider - editor do GeraçãoE

Receba matérias deste autor
Mauro Belo Schneider

Mauro Belo Schneider - editor do GeraçãoE

Receba matérias deste autor

Deixe um comentário