Isadora Jacoby

O Amo Serra Gaúcha nasceu em 2018 para fomentar negócios da região

Amor de publicitária pela serra gaúcha vira podcast

Isadora Jacoby

O Amo Serra Gaúcha nasceu em 2018 para fomentar negócios da região

A paixão por viagens fez a publicitária Alexandra Aranovich, 48 anos, criar há 10 anos, o blog Café Viagem, com dicas de turismo para diversos destinos. Foi através dessa produção de conteúdo que descobriu uma paixão em comum dela e do público que a acompanha: a serra gaúcha. "Toda vez que eu ia à Serra me apaixonava, foi se tornando um conteúdo muito frequente", lembra Alexandra.
A paixão por viagens fez a publicitária Alexandra Aranovich, 48 anos, criar há 10 anos, o blog Café Viagem, com dicas de turismo para diversos destinos. Foi através dessa produção de conteúdo que descobriu uma paixão em comum dela e do público que a acompanha: a serra gaúcha. "Toda vez que eu ia à Serra me apaixonava, foi se tornando um conteúdo muito frequente", lembra Alexandra.
Em 2018, ela iniciou uma marca dedicada somente à região. O Amo Serra Gaúcha tem mais de 48 mil seguidores no Instagram (@amoserragaucha), que acompanham as dicas de Alexandra sobre o que visitar. Para agregar à produção de conteúdo, ela fez um curso de sommelier, já que o enoturismo é um dos principais destaques da região. Para ela, falar sobre isso virou uma bandeira do Amo Serra Gaúcha.
"É para divulgar os locais que eu adoro e o vinho nacional. Falo de tudo, principalmente das nossas vinícolas", conta. Em 2017, Alexandra foi eleita embaixadora de turismo de Garibaldi, o que serviu de estímulo para seguir fomentando os negócios. "Não sou divulgadora de lugares grandes, às vezes, acontece, mas são os menores que mais recebem retorno, me dizem que muita gente vai porque viu no Amo Serra Gaúcha. Vinícolas menores, que não têm ainda muita visibilidade, sentem mais impacto", orgulha-se.
ARQUIVO PESSOAL/DIVULGAÇÃO/JC
Durante a pandemia, Alexandra percebeu que o seu conteúdo passou a ser ainda mais buscado. Com as pessoas optando por viajar para destinos mais próximos, a Serra se tornou um dos alvos das buscas e, consequentemente, isso rendeu mais visibilidade à publicitária.
"Todos os conteúdos que eram fortes, como Uruguai, Alemanha, Itália, perderam o ranking de acesso. Houve uma procura muito grande por posts sobre o nosso interior. No início, diminuiu um pouco, mas, a partir de junho do ano passado, as pessoas começaram a acessar mais", explica Alexandra, que adaptou a sua comunicação para destacar lugares mais adequados às exigências sanitárias.
"Lugares para ir ao ar livre, hotéis isolados. Tudo isso começou a crescer e eu tive que mudar um pouco o direcionamento. Fui atrás de coisas que também me interessavam saber na pandemia, quais eram os lugares mais isolados, o que pode fazer na bandeira vermelha", pontua.
Além do Instagram, Alexandra produz conteúdos relacionados à região em forma de podcast, que está na segunda temporada e é produzido pela America Podcast. Disponível em várias plataformas, o produto em áudio reúne dicas de destinos como Cambará do Sul, Gramado, Canela, Vila Flores, Veranópolis e dicas sobre roteiros românticos, turismo na pandemia e comidas típicas.
"O podcast foi uma maneira mais fácil de transformar esse conteúdo e colocar as dicas. Trabalho muito para aquilo que acredito", afirma.
Os programas, guias e dicas sobre vindima, época de colheita de uva, estão reunidos no site de Alexandra. Para 2021, ela acredita que o cenário de turismo deve seguir parecido com o de 2020, oscilando em épocas mais ou menos restritivas, mas com a Serra entre as preferências da hora de viajar.
"Ainda vamos viajar muito localmente", prevê.
Isadora Jacoby

Isadora Jacoby - repórter do GeraçãoE

Receba matérias deste autor
Isadora Jacoby

Isadora Jacoby - repórter do GeraçãoE

Receba matérias deste autor

Deixe um comentário