Pâmela Maidana

A pandemia provocou um crescimento de 120% no número de entregas em relação ao ano anterior

Há 14 anos no mercado, empresa de entregas de Porto Alegre cresceu durante a pandemia

Pâmela Maidana

A pandemia provocou um crescimento de 120% no número de entregas em relação ao ano anterior

Em 2007, durante uma conversa com um amigo motoboy que estava desempregado, Lucas Guimarães, 35 anos, viu a oportunidade para realizar seu desejo de se tornar um empreendedor e, ainda, ajudar o amigo. Assim nasceu a Flash Motos, empresa de entregas de comidas e produtos que atua há 14 anos na Rua Barão do Amazonas, no bairro Partenon, em Porto Alegre. Em 2020, com o fortalecimento do delivery em razão da pandemia de Covid-19, o negócio teve um crescimento de 120% nas entregas em relação ao mesmo período do ano anterior. 

Ops! Este conteúdo é exclusivo para assinantes...

Em 2007, durante uma conversa com um amigo motoboy que estava desempregado, Lucas Guimarães, 35 anos, viu a oportunidade para realizar seu desejo de se tornar um empreendedor e, ainda, ajudar o amigo. Assim nasceu a Flash Motos, empresa de entregas de comidas e produtos que atua há 14 anos na Rua Barão do Amazonas, no bairro Partenon, em Porto Alegre. Em 2020, com o fortalecimento do delivery em razão da pandemia de Covid-19, o negócio teve um crescimento de 120% nas entregas em relação ao mesmo período do ano anterior. 
A Flash Motos é administrada pelos irmãos e também sócios, Lucas e Filipe Guimarães, 33 anos, e também por Mauricio Selhane Pinto, 43 anos, gestor empresarial responsável pelos prazos de entrega e treinamento da equipe. O serviço possui três opções de entrega: Flash Car, Flash Truck e Flash Motos, e os preços variam de acordo com a distância e a modalidade. “Uma entrega por moto é, em média, no valor de R$ 15,00, carro R$ 35,00, e de truck R$ 390,00. O maior volume de entregas está concentrado nas viagens de moto. Estamos aumentando a frota dos carros devido ao aumento de contratos com clientes do e-commerce. São produtos variados que precisam de mais espaço ou exigem uma entrega diferenciada”, explica Mauricio. Os pedidos devem ser feitos pelo aplicativo da loja, disponível para aparelhos Android, onde a clientela pode acompanhar as entregas direto do celular. Os entregadores são rastreados, então quem estiver mais próximo da localização é selecionado para se deslocar e fazer o atendimento.
Como muitas empresas de entrega vem surgindo, Mauricio acredita que o maior desafio é aprimorar a gestão e melhorar os indicadores de desempenho, assim como entregar com agilidade e confiança, utilizando a tecnologia como diferencial. “O serviço de entrega e delivery está ajudando a economia a não parar, fazendo que empresas faturem e facilitando o isolamento social imposto pela pandemia. Nos tornamos essenciais para o mercado e para a economia. Estamos crescendo de forma exponencial. Em 2019, realizamos 72 mil entregas e em 2020 realizamos 160 mil entregas, um crescimento de 120%,  puxado principalmente pelo delivery de alimentos e bebidas em geral”, diz o empreendedor. Nos primeiros dois meses de 2021, a média semanal foi de 5 mil entregas. O faturamento cresceu 160%, mas o custo operacional subiu de 70% para 77% da receita bruta, uma perda de margem de contribuição de 10%, pois os empreendedores não repassaram o aumento para os clientes, o que acabou reduzindo a margem de lucro para 50%.
Com quase 15 anos de atuação, o próximo passo da Flash Motos é expandir para o modelo de franquias. Os empreendedores acreditam que é importante dar oportunidades aos profissionais que estão com vontade de trabalhar. “Motoboys recebem muitas oportunidades de trabalho, e se - para além do recrutamento - não tiver valorização profissional, não tem como fidelizar a equipe e ter um fluxo de entrega padronizado e efetivo. Uma das bases da nossa gestão é construir uma relação sólida com os clientes, mas antes de tudo com a nossa equipe”.
Pâmela Maidana

Pâmela Maidana - repórter do GeraçãoE

Receba matérias deste autor
Pâmela Maidana

Pâmela Maidana - repórter do GeraçãoE

Receba matérias deste autor

Deixe um comentário