Pâmela Maidana

Doug Weiss já trabalhou para 15 lojistas da cidade

Através de paródias, jovem ajuda a divulgar o comércio de Gravataí

Pâmela Maidana

Doug Weiss já trabalhou para 15 lojistas da cidade

Tem chamado atenção, nas redes sociais, a atuação de um jovem de 18 anos de Gravataí durante a pandemia. Graças a seu talento musical, ele tem alavancado as vendas do comércio local neste momento de tanta dificuldade. Doug Weiss, inclusive, se tornou um influenciador digital, com aumento exponencial de seguidores - começou o projeto com 1 mil e agora ultrapassa os 11 mil. 

Ops! Este conteúdo é exclusivo para assinantes...

Tem chamado atenção, nas redes sociais, a atuação de um jovem de 18 anos de Gravataí durante a pandemia. Graças a seu talento musical, ele tem alavancado as vendas do comércio local neste momento de tanta dificuldade. Doug Weiss, inclusive, se tornou um influenciador digital, com aumento exponencial de seguidores - começou o projeto com 1 mil e agora ultrapassa os 11 mil. 
"Na pandemia, apostei tudo no marketing digital. Achei uma maneira de fazer dinheiro divulgando pessoas no Insta através das paródias. Juntei um grupo com 10 lojistas e fiz uma rima com todos eles, visando que, se um postasse o vídeo, iria divulgar todo o grupo", explica. 
A proposta nasceu quando Doug (@doug.weiss), como é conhecido, estudava em um internato em Taquara, e teve que voltar para casa por conta do vírus. “Aqui em casa, somos em cinco pessoas. Pensei que eu tinha que ajudar de alguma forma. Liguei para a ex-patroa da minha mãe, que é dona da Livraria J.A.Junior aqui na cidade, atrás de um trabalho, mas ela me contou que estava demitindo todo mundo. Então, propus: 'vamos gravar um vídeo para divulgar a loja?'. E ela topou. O vídeo bombou no Facebook e os outros vendedores da cidade começaram a me chamar para fazer vídeos também”, lembra. 
Um lojista foi puxando o outro. “O Doug ajuda o comércio, vamos fazer paródia com ele”, fraseia o jovem. O menino já ajudou 15 lojistas e, atualmente, conta com o apoio do Sindilojas, que fornece as câmeras e outros equipamentos para os vídeos. Para Rodrigo Silva, gerente executivo do Sindilojas de Gravataí, a relação com Doug tem trazido uma aproximação maior com os lojistas da cidade.
“Agora, temos um maior engajamento com o comércio e estamos mais próximos das dificuldades dos lojistas de forma que podemos atender e desenvolver melhores produtos, além do reconhecimento e aumento da visibilidade por parte da sociedade.” A primeira paródia da Livraria J.A. Junior foi feita de forma voluntária, mas agora ele cobra um valor simbólico de R$ 250,00 por cliente.
Um dos sucessos das paródias veio no final do ano passado, quando Doug resolveu fazer sua versão de Um Novo Tempo, música clássica do ano novo da Rede Globo. “Pensei: se os artistas podem se juntar, a gente também pode. Foi uma maneira de agradecer por esse ano de 2020”, explica Doug. O vídeo tem mais de 13 mil visualizações. “Hoje, na pandemia, nossa esperança, não acabou. Todos esses dias, com alegrias, nosso comércio, se reinventou.” O gaúcho foi destaque na mídia nacional, com participação no programa É de Casa. 
Arquivo Pessoal/Divulgação/JC/
De acordo com Rodrigo, o comércio de Gravataí está seguindo de uma forma tímida e fraca. “Um número muito pequeno de pessoas circulam nas lojas e os comerciantes buscam se reinventar numa nova era digital para manter suas atividades por meio de novas experiências de vendas e compras dentro do que se pode fazer no momento”, explica. Rodrigo afirma que houve um significativo engajamento nas redes sociais com a possibilidade de novos negócios por conta do trabalho de Doug.
“É uma maneira diferente de divulgação, não é sempre que vemos alguém que canta sobre os seus produtos e divulgando de uma maneira extrovertida. Vejo como um diferencial”, comemora o jovem.
Recentemente, ele foi passear em São Paulo e no Rio de Janeiro graças ao dinheiro conquistado através de seu trabalho para o comércio de Gravataí. Ele não apenas ajuda empreendedores a se reinventar como é a reinvenção em si. 
Pâmela Maidana

Pâmela Maidana - repórter do GeraçãoE

Receba matérias deste autor
Pâmela Maidana

Pâmela Maidana - repórter do GeraçãoE

Receba matérias deste autor

Deixe um comentário