Vitorya Paulo

Negócio surgiu para atender demanda de vizinhos e proporcionar mais qualidade de vida

Casal abre armazém na sala de casa na Zona Sul de Porto Alegre

Vitorya Paulo

Negócio surgiu para atender demanda de vizinhos e proporcionar mais qualidade de vida

Da vontade de resgatar a qualidade de vida e apreciar momentos tranquilos em família, surgiu um negócio. O casal Anelise Welter, 34 anos, e André de Oliveira, 43, montou o Platz Armazém, literalmente, dentro da própria casa. Aberto desde novembro de 2019, a loja funciona no primeiro piso da residência que fica na rua Caeté, nº 263, no bairro Vila Assunção, na Zona Sul de Porto Alegre. Com pães de fermentação natural, vinhos de vários estilos e outros produtos artesanais, o projeto investe na ideia de conveniência para a vizinhança.

Ops! Este conteúdo é exclusivo para assinantes...

Da vontade de resgatar a qualidade de vida e apreciar momentos tranquilos em família, surgiu um negócio. O casal Anelise Welter, 34 anos, e André de Oliveira, 43, montou o Platz Armazém, literalmente, dentro da própria casa. Aberto desde novembro de 2019, a loja funciona no primeiro piso da residência que fica na rua Caeté, nº 263, no bairro Vila Assunção, na Zona Sul de Porto Alegre. Com pães de fermentação natural, vinhos de vários estilos e outros produtos artesanais, o projeto investe na ideia de conveniência para a vizinhança.
ISAIASMATTOS/PLATZARMAZÉM/DIVULGAÇÃO/JC
Anelise, que é engenheira de produção, e André, que é contador, perceberam que precisavam desacelerar o ritmo para conseguir aproveitar a filha Lorena que, hoje, tem três anos. Somada aos conflitos de valores e propósitos dentro das multinacionais em que trabalhavam, a vontade de investir em um negócio próprio foi tomando forma. "Aqui, o estilo de vida das pessoas é andar, comprar coisas a pé. Começamos a sentir falta de um mercado por aqui. Pensamos em abrir um negócio que ia fazer bem para a gente e para as pessoas do bairro", avalia Anelise.
Convencer André de aproveitar as salas de jantar e estar da casa para criar o mercado foi difícil, mas ele comprou a ideia. "Hoje, temos um ambiente bem dividido. Quem está no armazém não consegue acessar o nosso quintal", explica o contador. É no jardim, aliás, que moram sonhos futuros do casal, que pensa em montar um pequeno café e atender a clientela ao ar livre. "Mas queremos deixar passar o tumulto da pandemia, firmar o pé no chão do nosso negócio", afirma. A expectativa é fazer o projeto sair do papel entre junho e julho de 2021.
Para eles, dividir a casa com o trabalho tem sido uma boa experiência. "Dia desses, era 21h, uma cliente nos ligou dizendo que ia chegar mais tarde e pediu para separarmos uns produtos. Como ela é vizinha, conseguimos entregar", conta Anelise. Essa busca por negócios mais locais, na opinião de André, foi fortalecida na pandemia e veio para ficar. "Muita gente deixou de ir em grandes redes de supermercado. Não queremos concorrer com elas, mas queremos que as pessoas saibam que, aqui, não tem fila e tem produtos de qualidade", declara.
O Platz Armazém funciona de segunda a sábado, das 9h30min às 18h30min. A tele-entrega é feita até as 20h. Nos domingos e feriados, a loja fica aberta até as 12h30min, sem entregas.
ISAIASMATTOS/PLATZARMAZEM/DIVULGAÇÃO/JC
Vitorya Paulo

Vitorya Paulo - repórter do GeraçãoE

Receba matérias deste autor
Vitorya Paulo

Vitorya Paulo - repórter do GeraçãoE

Receba matérias deste autor

Deixe um comentário