Luka Pumes

Teky está sendo projetada desde outubro de 2019 e começou a funcionar neste semestre

Gaúcho cria marketplace para facilitar a experiência de reformas e reparos

Luka Pumes

Teky está sendo projetada desde outubro de 2019 e começou a funcionar neste semestre

As plataformas de marketplace caracterizam-se por reunir produtos (alimentos, passagens aéreas, roupas, calçado, acessórios) de vários fabricantes em um lugar só. Neste ano, em Porto Alegre, surgiu a Teky, uma loja virtual que agrega itens relacionados aos ramos de construção, manutenção, reparo e operações.

Ops! Este conteúdo é exclusivo para assinantes...

As plataformas de marketplace caracterizam-se por reunir produtos (alimentos, passagens aéreas, roupas, calçado, acessórios) de vários fabricantes em um lugar só. Neste ano, em Porto Alegre, surgiu a Teky, uma loja virtual que agrega itens relacionados aos ramos de construção, manutenção, reparo e operações.
A estimativa da Teky é que seu portfólio conte com, aproximadamente, 150 mil itens. A ideia do negócio é facilitar a experiência de compra do cliente, reunindo tudo em apenas um site. Quem está por trás da iniciativa é o empreendedor Leonardo Salles, formado em Administração de Empresas pela Pucrs, com MBA em Finanças pela FGV e especialização em Venture Capital e Private Equity na Harvard Business School. Ele acredita que o diferencial do negócio é a descrição técnica a qual o produto é submetido.
"Fazemos uma análise aprofundada de cada produto para que não haja frustrações com a possibilidade de erros no processo de compra. É importante evitar falhas na comunicação desde a possibilidade de a confusão entre curva, joelho e cotovelo até a quantidade de fluxo luminoso diferente que duas lâmpadas de mesmo número de watts possuem", entende o empreendedor.
Para tornar a Teky possível, Leonardo explica que buscou mais de 300 horas de aprendizados em cursos como Linguagem e Programação, Javascript e banco de dados. "Este processo da quarentena, de se isolar em casa, eu já tive no ano passado. Procurei estudar tudo para ter domínio pleno de todas as minhas demandas e de todo o fluxo da operação."
A plataforma foca em engenheiros, técnicos, arquitetos, eletricistas e outros profissionais que trabalhem diretamente com construção, reparo e afins. Outro recurso a ser implementado é um cadastro de profissionais através de um serviço chamado Teky Pro. A ideia é que o cliente solicite a presença de um técnico que vá com algum aparelho eletrônico e faça o orçamento já com a plataforma aberta, deixando assim a compra encaminhada.
Sobre a trajetória até o momento de empreender, Leonardo entende como de muita importância a experiência na Plenobrás, empresa de sua família, porém classifica como preponderante o fato de ter buscado seu próprio caminho, trabalhado em empresas fora do ramo, buscado entrar em operações para alavancar suas finanças, ter conseguido recuperá-las e vendê-las.
Luka Pumes

Luka Pumes - repórter do GeraçãoE

Receba matérias deste autor
Luka Pumes

Luka Pumes - repórter do GeraçãoE

Receba matérias deste autor

Deixe um comentário