Luka Pumes

A Tercerize funciona há 15 anos na cidade da Região Metropolitana de Porto Alegre

Empresa de marketing digital de Alvorada fecha parceria com gigante chinesa de tecnologia

Luka Pumes

A Tercerize funciona há 15 anos na cidade da Região Metropolitana de Porto Alegre

O empreendedor Adriano Lucas, de Alvorada, celebra uma conquista recente para a sua empresa, a Tercerize. O negócio fechou contrato com uma multinacional chinesa especializada na fabricação de hardwares, cujo nome não pode ser revelado por questões estratégicas. O fato de ser morador da cidade da Região Metropolitana de Porto Alegre dá um sentido ainda mais especial ao acordo. “Queremos devolver para a cidade o que, de certa forma, ela não nos deu”, orgulha-se. 

Ops! Este conteúdo é exclusivo para assinantes...

O empreendedor Adriano Lucas, de Alvorada, celebra uma conquista recente para a sua empresa, a Tercerize. O negócio fechou contrato com uma multinacional chinesa especializada na fabricação de hardwares, cujo nome não pode ser revelado por questões estratégicas. O fato de ser morador da cidade da Região Metropolitana de Porto Alegre dá um sentido ainda mais especial ao acordo. “Queremos devolver para a cidade o que, de certa forma, ela não nos deu”, orgulha-se. 
Há 15 anos, a Tercerize é especializada em marketing digital. Ao lado da sócia, Alice Guedes, Adriano conta que a prioridade é empregar jovens alvoradenses. “Começamos na sala de casa com um computador usado e um notebook, cuidando de clientes que precisavam se inserir no ambiente digital. Sonhei muito em ser parceiro de uma marca grande. Lembro que me ligaram da Dafiti (marketplace brasileiro) e eu pensei que era trote. Acabamos não fechando, mas ali percebi que estava mudando de patamar”, conta Adriano.
Para a multinacional, a Tercerize irá administrar uma parte do marketing. "Vamos ser parte desta engrenagem através das nossas experiências e das ferramentas que disponibilizamos, mas não podemos dizer exatamente as ações que vão ser utilizadas para melhorar o engajamento da marca”, diz ele, mantendo o sigilo do projeto. Com a novidade, a empresa deve contratar mais pessoas conforme aumentar a demanda. 
Além deste, há outros parceiros grandes. O maior e-commerce de flores da América Latina, Giuliana Flores, usa os serviços da Tercerize, assim como a Multilaser. A gaúcha Tramontina também já fez parte da carteira de clientes.
Hoje, com mais de 10 clientes fixos, a empresa supera o faturamento anual de R$ 500 mil. Isso serve, principalmente, para investir em mais formas de inovação. Um dos principais cases de sucesso da Tercerize é a Bebidas Famosas, empresa focada no comércio de alcoólicos importados que aumentou o faturamento em 800% após o início da parceria, segundo os empreendedores.
LUIZA PRADO/JC
“Disponibilizamos inteligência artificial, automações, ferramentas estrangeiras, temos um trabalho bem completo. Muitos clientes ligam com o discurso de ‘pesquisamos muito e queremos fechar com vocês’. Nossos concorrentes, por vezes, nos indicam também. É o indicativo de que estamos preparados para passos maiores”, entende Alice.
O portfólio da empresa conta, ainda, com empresas como Multilaser, Pulse, Weego, Acqualive e Atrio. O trabalho funciona em home-office e a estruturação é na nuvem, desde arquivos e planilhas até os chats. Para este ano, a Tercerize está organizando uma parceria com o Instituto Federal do Rio Grande do Sul – Campus Alvorada, para criar um curso gratuito de marketing digital.
“Queremos formar especialistas em marketing digital periférico. O reitor deu o aval e estamos estruturando. Ouvimos muitas piadas por sermos de onde somos. Queremos que nossa gente tenha ciência do valor que tem”, observa Adriano.
Luka Pumes

Luka Pumes - repórter do GeraçãoE

Receba matérias deste autor
Luka Pumes

Luka Pumes - repórter do GeraçãoE

Receba matérias deste autor

Deixe um comentário