Texto: Isadora Jacoby

Com carta de drinks autorais, o Paralela homenageia grandes mulheres em seu cardápio

Bar focado em mulheres inaugura em Porto Alegre

Texto: Isadora Jacoby

Com carta de drinks autorais, o Paralela homenageia grandes mulheres em seu cardápio

Criar um lugar acolhedor, onde mulheres se sentissem em casa. Essa é a proposta de Pamela Leseux, 23 anos, proprietária do bar Paralela. Inaugurado há três semanas na rua Lopo Gonçalves, nº 66, o espaço aposta em drinks autorais inspirados em grandes mulheres da história.
Natural de Garibaldi, Pamela mora há três anos em Porto Alegre e, desde então, atua em bares da capital. A passagem pelo Spoiler, em 2017, foi, segundo ela, a sua faculdade. “Meu primeiro contato com a coquetelaria foi no Spoiler, o Drew Roza, chefe de bar de lá, foi quem me ensinou a maior parte das coisas que eu sei hoje em relação a gestão de bar, produção de insumo, criação de drink, gestão de equipe. Foi uma base muito importante”, conta.
LUIZA PRADO/JC
O desejo de empreender era antigo. Planejando há cinco anos abrir o próprio espaço, o projeto começou a tomar forma na metade de 2018 e saiu do papel em fevereiro deste ano, quando começaram as obras na casa que hoje abriga o Paralela. Os desafios de gerir o próprio negócio começaram ainda durante a fase de reformas. “Só não fizemos a parte elétrica e as mesas. O resto foi tudo eu e o meu pai que fizemos”, orgulha-se Pamela que destaca o balcão do bar feito em neon rosa como um dos seus xodós do espaço.
Antes de iniciar a empreitada, Pamela trabalhava como chefe de bar do Red Door. Apesar da experiência em outros empreendimentos, ela garante que comandar o próprio negócio é muito diferente. “É um peso nas costas gigantesco. Além de fazer o teu trabalho, tem que se preocupar com os funcionários, com o bem estar do cliente. Tenho recebido muita ajuda dos lugares onde eu já trabalhei. Os donos do Red Door são muito meus amigos, então me apoiam muito, me ajudam a fazer tudo que eu preciso.”
LUIZA PRADO/JC
A passagem por diversos bares foi, justamente, o que motivou Pamela a criar um espaço pensado para mulheres. “Sempre quis fazer um espaço mais destinado a mulheres, para que elas se sentissem mais em casa, onde não tivesse presença de preconceito, machismo, coisas que eu vi muito nos lugares que eu trabalhava”, explica. A homenagem às mulheres fica clara no cardápio. Os drinks autorais da casa homenageiam grandes mulheres da história, como Frida Kahlo e Maria da Penha. As bebidas que levam os nomes das homenageadas também carregam elementos que remetem aos locais de origem dessas mulheres. O drink Kahlo, por exemplo, é feito à base de tequila e café e é decorado com flores e com uma sobrancelha, feita em papel de arroz. O Maria da Penha leva suco de caju, fruta típica da região Nordeste do país. Além disso, as quatro funcionárias do bar são mulheres e esse cuidado também acontece na hora de buscar fornecedoras para o espaço. “Uma das minhas prioridades era ter pelo menos uma torneira fixa de cerveja que fosse feita por mulheres. Tenho uma parceria com a Roberta Miranda, da Sapatista Cervejas Artesanais, e em breve vamos lançar uma cerveja colaborativa.”
Mas nem só de drinks é feito o cardápio do Paralela. As comidas são pensadas também para acolher o público vegano e o vegetariano. “Dentro do meu círculo de amizades a maioria das pessoas são vegetarianas ou veganas e são essas pessoas que eu quero trazer para o bar. Quero que se sintam em casa, tomem um drink massa, com qualidade, sem ser um valor alto”, explica Pamela que também oferece drinks clássicos. Os preços variam de R$ 14,00 a R$ 20,00. Além dos coquetéis, a empreendedora optou por não oferecer refrigerantes industrializados no local. “O foco é também servir comidas saudáveis, mais orgânicas. Assim como na cozinha, no bar eu procuro usar mais frutas frescas, nada industrializado. Faço soda caseira com sabor de gengibre e de maracujá." Funcionando em soft opening, o bar opera de quarta-feira a domingo, das 17h à meia noite.