Giovanna Sommariva

Inspirado pela nova geração, o Swan Generation tem proposta de inovação no setor da hotelaria

Hotel de Porto Alegre lança abertura de portas por bluetooth e outras novidades

Giovanna Sommariva

Inspirado pela nova geração, o Swan Generation tem proposta de inovação no setor da hotelaria

Quatro anos de estudos sobre tendências do mercado imobiliário deram início ao novo empreendimento da rede Swan Hotéis. O modelo dispõe de três formatos: hotelaria, coliving e coworking. “Acreditamos que o setor de hotelaria, um dos mais conservadores do mundo, carece de inovação. E nós podemos assumir esta posição de ousar e trazer ideias, tecnologias e experiências novas ao setor“, diz Gabriela Schwan, CEO da rede de hotéis.

Ops! Este conteúdo é exclusivo para assinantes...

Quatro anos de estudos sobre tendências do mercado imobiliário deram início ao novo empreendimento da rede Swan Hotéis. O modelo dispõe de três formatos: hotelaria, coliving e coworking. “Acreditamos que o setor de hotelaria, um dos mais conservadores do mundo, carece de inovação. E nós podemos assumir esta posição de ousar e trazer ideias, tecnologias e experiências novas ao setor“, diz Gabriela Schwan, CEO da rede de hotéis.
Onde antes existia um balcão de recepção para atendimento, agora os hóspedes se dirigem diretamente para o espaço reservado. O hotel conta com abertura de portas por bluetooth e check-ins e check-outs 100% digitais, feitos por meio de um app - que também possui ferramenta de reconhecimento facial.
Roberta Gewehr/Divulgação/JC
“Como sociedade, nós já convivemos com a tecnologia a todo momento, seja em nossos smartphones ou em outros gadgets. Logo, porque não oferecer ela também como um benefício aos nossos clientes”, explica.
De acordo com a CEO, o período de isolamento social foi crucial para o andamento do projeto, que já estava em planejamento havia alguns anos. “A pandemia contribuiu para que as pessoas entendessem o modelo. Todos nós tivemos que nos adaptar ao home office e ao online. Sendo assim, os contribuintes e investidores também enxergaram essa necessidade de movimento híbrido no mercado”, afirma.
Além do tradicional setor familiar, a rede de hóteis tem como objetivo atingir um público empresarial. O empreendimento conta com salas de reuniões e espaços de coworking adaptados para conferências online, buscando possibilitar trabalhar, simultaneamente, com pessoas em qualquer lugar do mundo.
Segundo Gabriela, a incorporação da tecnologia faz parte do futuro da hotelaria. “Eu gosto de dizer que é onde a vida encontra o trabalho”, afirma.
O Swan Generation vem apresentando resultados desde que abriu as portas em setembro deste ano, conta a CEO. “Cerca de 50% dos escritórios já estão locados e a procura continua grande, estamos tendo um retorno muito positivo do mercado”, acrescenta.
Localizado na Rua 24 de Outubro, no bairro Independência, o empreendimento ocupa o local do antigo hotel Swan Molinos. A estrutura foi fechada no início da pandemia e o espaço foi completamente reformado, com investimento aproximado de R$ 4 milhões entre recursos da rede e parceiros colaborativos.
Roberta Gewehr/DIVULGAÇÃO/JC
Giovanna Sommariva

Giovanna Sommariva - estagiária do GeraçãoE

Receba matérias deste autor
Giovanna Sommariva

Giovanna Sommariva - estagiária do GeraçãoE

Receba matérias deste autor

Deixe um comentário